Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Profissão Músico: o fonoaudiólogo

      8 de setembro de 2017 16:23 Por Damy Coelho

      O fonoaudiólogo anda lado a lado com o professor de canto para auxiliar o vocalista (Foto: Reprodução)

      Outra profissão que tem tudo a ver com a música é a de fonoaudiólogo. Ainda mais se tratando do vocalista: o auxílio desse profissional, junto ao professor de canto, é essencial para o músico entender mais o funcionamento de sua voz, do seu corpo e principalmente a não machucar o seu maior recurso durante o canto.

      A fonoaudióloga Janaina Pimenta fez uma analogia interessante para explicar a importância desse profissional na área da música: “se compararmos o músico a um jogador de futebol, o professor de canto seria seu técnico e o fonoaudiólogo, o fisioterapeuta”.

      LEIA TAMBÉM: Profissão Músico – saiba mais sobre como atuam o vocalista e professor de canto

      Janaina é fonoaudióloga e já trabalhou como vocal coach com cantores como Ivete Sangalo e vários outros do carnaval de Salvador. Para quem não sabe, o coach o profissional que orienta o músico em relação à sua voz. “Na essência, todo o fonoaudiólogo é um coach”, explica. Ela já trabalhou com nomes como Ivete Sangalo e explicou

      “A função do fonoaudiólogo vai além de conduzir o paciente/músico. Esse profissional também atua na questão fisiológica. É como se o fonoaudiólogo preparasse a musculatura do músico para a aula de canto”, aponta Janaína. Por isso a parceria do professor e do fonoaudiólogo é essencial.

      A própria Ivete reconhece a importância do trabalho de Janaina para o seu desempenho nos longos shows do carnaval de Salvador. Confira o vídeo em que a cantora se emociona ao falar da fonoaudióloga:

      ONDE ATUAR?

      O dicionário define a fonoaudiologia como a “especialidade médica que compreende o estudo da fonação e da audição, de seus distúrbios e das suas formas de tratamento”.

      Por ser uma atividade médica, o fonoaudiólogo pode atuar dentro de hospitais e consultórios particulares, que são os principais locais onde esses profissionais atuam.

      Mas a área não se limita às paredes brancas de um hospital: qualquer profissional que use de sua voz como ferramenta essencial de trabalho precisa de um fonoaudiólogo. Ou seja, o fonoaudiólogo também é demandado por assessores políticos, emissoras de rádio e TV e empresas das mais diversas áreas, para auxiliar jornalistas, apresentadores e atores que precisam aperfeiçoar as técnicas vocais. Escolas de canto e de música também podem contratar ou indicar diretamente um fonoaudiólogo.

      Por ser uma atividade recente (nasceu como teoria acadêmica na década de 1950), o currículo de fonoaudiologia tem o benefício de ser flexível em relação às áreas de conhecimento.

      Na faculdade (que é obrigatória para quem quiser exercer a profissão), o aluno verá, entre noções vocais, matérias da medicina que tratam da musculatura humana, especialmente voltada para as áreas do corpo usadas para a fala e o canto, além de aulas sobre linguagem e noções de comunicação humana.

      Janaina Pimenta dá mais dicas sobre a profissão nesta entrevista com nossa instrutora de canto, Natalia Sandim. Veja: