Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Os significados bizarros por trás de 3 músicas de rock

      20 de fevereiro de 2018 15:58 Por Damy Coelho

       

      Ah, a música…. quando, além de boa, ela ainda instiga a imaginação, aí é que a gente gosta mais ainda!

      Por isso, aqui não tem interpretação literal e nem frases que dizem o óbvio: se você já ouviu qualquer um dos seguintes clássicos de diversos estilos e gerações, já deve ter se perguntando qual o real sentido daqueles versos.

      Estamos aqui para acabar com sua dúvida! Veja o real significado de 3 músicas que caíram no gosto do público (sem que boa parte dele entendesse realmente o que estava sendo cantado):


      1. Raw Deal, do Judas Priest, é sobre um bar gay

      Raw Deal é o nome de um filme do Arnold Schwarzenegger, desses bem barra-pesada, cheios de ação, macheza, quebradeira e 0 romance, lançado em 1986.

      Mas também é o nome de um clássico lançado pelo Judas Priest, em 1977.

      Na essência, as coincidências entre as duas obras param por aí, já que a letra de Raw Deal (a música) narra as visões do eu-lírico ao entrar em um bar gay de motoqueiros em Nova York. A música conta com trechos sobre “olhar os homens vestidos de jeans” e “procurar por alguma ação”.

      O mistério foi desvendado no livro The 100 Greatest Bands of All Time: A Guide to the Legends Who Rocked the World (“As 100 Maiores Bandas de Todos os Tempos: Um Guia para as Lendas que Sacudiram o Mundo”, em português), mas Robert Halford já havia dado a pista anos antes: em 1998, o vocalista da banda assumiu que era homossexual, e ainda disse que “várias músicas do Judas Priest” davam essa indireta. Pois Raw Deal é uma delas.

      Veja a letra aqui.


      2. Got to Get You Into My Life, dos Beatles, é uma música de amor… à maconha

      Analisemos:

      “Ooh, era seu destino estar junto de mim
      Ooh, e eu quero que você me ouça
      Dizer que estaremos junto todos os dias…”

      Oún. <3

      Seriam estes versos de Got to Get You Into My Life uma declaração de Paul McCartney à sua amada?

      Sim, só se a amada dele for A MACONHA!

      A verdade é que a letra, tão fofa e sutil, escapou a qualquer denúncia de apologia às drogas quando foi lançada, em 1966. Mas o real significado da música foi desvendado por Barry Miles, que escreveu a biografia do músico, Paul McCartney: Many Years From Now. Segundo o próprio Paul, Got to Get You Into My Life é, sim, uma ode à ervinha.


      3. All My Life, do Foo Fighters, fala sobre sexo oral em mulheres

      “Nada me satisfaz, mas eu tô chegando perto da recompensa… a noite toda em sonho com o dia em que isso vier”… isso o quê, Dave Grohl?!

      Quando o vocalista do Foo Fighters foi questionado sobre um “significado impróprio” por trás do hit All My Life, ele mandou a real: é, sim, uma música sobre sexo oral e orgasmos femininos.

      E não é só a letra que insinua isso, mas o próprio ritmo da música remete ao ritmo de uma relação sexual, que vai se acelerando, até chegar ao orgasmo – que seria o refrão.

      “Gosto muito de fazer sexo oral nas mulheres. É uma experiência de dar prazer — dar algo que alguém vai se lembrar para o resto da vida, e, se você fizer bem, irá ser lembrado”, disse à revista Q, em 2003.

      Veja a letra aqui.

      E aí, tá afim de descobrir outros significados reais de músicas que você gosta? Mande pra gente sua sugestão!