Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      “Good vibes”: 4 estilos de reggae que você precisa conhecer!

      2 de março de 2018 9:49 Por Gustavo Morais

      Surgido na Jamaica, no final da década de 1960, o reggae é um dos tipos de música mais populares no mundo. Apesar de ter como principais matrizes sonoras o ska (surgiu por volta do final dos anos 50) e o rocksteady (apareceu em meados dos anos 60), o estilo tem como principais referências outros três pilares: música tradicional africana, sons caribenhos, e o rhythm and blues americano.

      O rock de Mick Jagger trocou boas vibes com gênios regueiros (Foto: Divulgação)

      Como todo gênero musical importante, o reggae possui variações e dialogou com outros tipos de música. Pensando em tal condição, nós listamos aqui quatro tipos de reggae para que você possa ampliar seu conhecimento e saber identificar o som de seus artistas regueiros favoritos.

      1. Reggae Roots

      É o estilo de reggae mais influente e conhecido ao redor do mundo. Os termos “reggae” e “reggae roots” se tornassem sinônimos em várias partes do planeta. Entre seus precursores está a trinca Bob Marley, Peter Tosh e Burning Spear.

      Bob Marley, o maior ícone do reggae (Foto: Divulgação)

      No geral, o reggae roots é uma arte de resistência. As músicas abordam questões sociais, espirituais [com destaque para os ensinamentos pregados pelo movimento Rastafári], opressão racial, entre outros assuntos que colocam o dedo na ferida da parte hipócrita da sociedade.

      2. Dancehall

      No final dos anos 70, uma agitação política tomou conta da Jamaica. O governo de esquerda deu lugar ao governo de direita e desencadeou uma série de reflexos culturais no país. Como não poderia ser diferente, a música sentiu o eco dos rumos políticos jamaicanos. Desta forma, o perfil denso, filosófico, contestador e espiritual das letras de reggae roots perderam um pouco da força e deram lugar às músicas sobre sexo, hedonismo, festas e diversão. Nesse contexto de mudanças de rumos, surgiu o dancehall.

      Barrington Levy, expoente do dancehall (Foto: Divulgação)

      Apesar das semelhanças sonoras com o reggae, o dancehall aposta em uma batida mais acelerada e não economiza no uso de instrumentos eletrônicos. O estilo vocal predominante nesse subgênero do reggae é o ”toasting”, que é semelhante ao ato de fazer um rap. Os astros Yellowman, Barrington Levy e Eek-A-Mouse são os grandes ícones desse estilo.

      3. Dub

      No início, o dub era uma forma de remixar músicas de reggae. A ideia consistia limar boa parte dos vocais e privilegiar baixo e bateria e guitarra. Outra característica marcante é o uso de efeitos sonoros como tiros, sons de animais, sirenes, entre outros.

      Nesse estilo, ao invés do artista ganhar os holofotes, a grande estrela é o engenheiro de áudio ou o produtor musical. King Tubby, Mad Professor e Lee “Scratch” Perry estão entre os principais nomes do dub.

      Curiosidades:

      • Dub foi base para todos os estilos de música eletrônica
      • quando jamaicanos migraram para o EUA, as batidas de dub ajudaram a formar o rap
      • Paralamas, O Rappa, Cidade Negra e Chico Science & Nação Zumbi já lançaram trabalhos de dub

      4. Lovers Rock

      O estilo de reggae lovers rock surgiu em meados da década de 1970, na Grã Bretanha. Seu aspecto musical combina a clássica batida do reggae com as técnicas vocais usadas na música soul norte-americana. Por suas vezes, as letras fazem um completo contraponto ao reggae militante e aposta em questões sobe relacionamentos, conquistas e romances.

      Sugar Minott é um autêntico representante do lovers rock (Foto: Divulgação)

      Apesar de ser apolítico, o lovers rock caiu nas graças de muitos artistas de reggae roots. Nomes como Gregory Isaacs e Horace Andy, por exemplo, já gravaram álbuns com menos protestos e mais romantismo.

      Segundo o site Canal Reggae, o estilo sempre foi muito bem recebido pelo público feminino. “Muitas mulheres se destacam no estilo, como Janet Kay, que conseguiu chegar ao mainstream com a música Silly Games (1979). Destaque também para o trio Brown Sugar, que gravou sua primeira faixa quando ainda estava na escola”.