Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      O significado definitivo dos “xotes” do Falamansa

      15 de março de 2018 16:10 Por Damy Coelho

       

      Quem viu Jout Jout falando sobre a música Xote Dos Milagres há algum tempo pode ter se surpreendido com o “significado” do hit forrozeiro dos anos 2000.

      Para ela, a música é uma mensagem para a mãe do compositor (a quem ela chamou de “Falamansa” mesmo), que não apoiava a carreira do filho no forró.

      A YouTuber destacou alguns versos que ela considerou cruciais pra essa interpretação, como: “veja só, você é a única que não me dá valor” e “o sangue que corre em mim sai da tua veia”.

      Emblemático? Surpreendente?

       

      Seria, se a história não tivesse virado e o vocalista, Tato, não tivesse vindo a público para dar a sua versão da história. Em um vídeo, Tato disse ter gostado da versão da Jout Jout, mas afirmou que a música era para outra dona do seu coração ( “minha mãe me apoiou muito”, ele chegou a enfatizar):

      Segundo o Tato… “Xote dos Milagre é para a Cyndi Lauper“.

      A cantora? Não, uma camela de estimação.

      Sim. CAMELA.

      Tato explicou que teve uma CAMELA de estimação quando era criança. A pobre coitada teria ficado enciumada quando o dono decidiu montar uma banda. “Quando eu ensaiava, a camela ficava chorando”,  desabafou.

      #triste

      Assim como Jout Jout, Tato apresentou provas com versos:Me leve onde eu quero ir… Quem vai me levar, minha mãe?CLARO QUE NÃO! A camela!”

      E cadê o milagre? “O camelo tá ali com a gente, socializando… isso pra mim era um milagre”.


      Mas, no final, Tato mandou uma indiretinha capciosa pra mãe: “Um beijo pra vocês e pra minha mãe… você tá vendo, né, mãe? Onde seu filhão tá agora…é, né”.

      o XOTE DO MÚSICO QUE NÃO QUER SER MÉDICO

      A versão quase folclórica de Tato fez muita gente se divertir nas redes sociais, mas acabou só reforçando a interpretação de Jout Jout.

      E teve reviravolta, viu?

      Os fãs mais espertos deduziram, inclusive, que Xote Universitário e Xote da Alegria seriam “respostas” para Xote dos Milagres. Ou seja: tudo dedicado “à mãe do Falamansa”.

      Olha só como bate:

      Eu perdi o vestibular de medicina
      A minha mãe ficou zangada
      E eu nem um pouco
      Eu não sei, mas talvez seja muito louco
      Aprender a receitar penicilina
      Sou nervoso e tenho medo de ver sangue
      Minha família quer me ver na cirurgia

      A velha história do sujeito que quer ser músico, mas os pais querem que ele faça medicina. Quem nunca??

      E Xote dos Milagres seria a “redenção”. Deu tudo certo, afinal. Não sou doutor, mesmo assim, sou rico e famoso.

      Se um dia alguém mandou
      Ser o que sou e o que gostar
      Não sei quem sou e vou mudar
      Pra ser aquilo que eu sempre quis

      Chocado? Nós também. Os grandes hits do Falamansa, afinal de contas, são uma DIRETAÇA para a mãe do Tato.

      Tadinha.

      Brincadeiras à parte, este é a beleza da música, afinal: a partir do momento em que ela é compartilhada, é o público quem atribui a ela um significado – seja ele pessoal ou não. A obra deixa de ser do artista e passa a ser universal.

      Mas, se as pessoas já ficaram chocadas com a tríade dos Xotes do Falamansa, imagina só quando souberem que Avisa é sobre um cara que saiu pra comprar cigarros e nunca mais voltou. Mas essa fica para os próximos capítulos.

      LEIA TAMBÉM: O REAL SIGNIFICADO POR TRÁS DE RAGATANGA