Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      O dia em que Carrie Fisher entrevistou Madonna

      28 de dezembro de 2016 11:22 Por Damy Coelho

      Carrie Fisher e Madonna (Reprodução/Rolling Stone)

      Carrie Fisher foi mais uma figura adorada a nos deixar em 2016. Para celebrar a eterna Princesa Leia de Star Wars, a Rolling Stone EUA trouxe à tona nesta quarta (28) uma entrevista que Carrie Fisher fez com ninguém menos que Madonna, em 1991.

      Carrie é a voz que narra a entrevista (bem nos moldes das matérias da revista) e seu jeito irônico e brincalhão transparece no texto. “Marcamos no bar de um hotel em Los Angeles (…). Madonna estava usando uma camisola. Eu provavelmente só estava de preto”, diz a atriz, que ainda revela que Madonna, como toda boa britânica, reclamou pelo telefone que Carrie estava atrasada para o encontro.

      A entrevista é deliciosa e mostra como as duas mulheres superpoderosas se entendiam, em meio às suas mentes criativas, mesmo não sendo amigas pessoais. O humor ácido ao lidar com as próprias vidas é outro ponto em comum entre as duas personalidades.

      Carrie Fisher não deixa de demonstrar sua admiração por Madonna. “Ela tem uma qualidade de que sempre gostei – responde a qualquer questão que lhe coloquem, porque está genuinamente interessada em responder”, escreveu a atriz.

       

      A conversa

      Capa da RS de 1991, com a entrevista de Carrie Fishser com Madonna

      Carrie Fisher e Madonna trocam figurinhas sobre o fato de irem à mesma terapeuta (“seríamos as suas melhores ou piores pacientes?”, divagam em um momento) além de já terem passado pela experiência do divórcio (Madonna já tinha terminado com Sean Penn e Carrie, com Paul Simon, do Simon & Garfunkel).

      Carrie Fisher comenta sobre o relacionamento vai-e-volta com o músico, envolto em algumas crises.

      “Então, nada mudou depois que você e o Paul se casaram?”, pergunta Madonna, em um raro momento em que a entrevistada acaba fazendo papel de entrevistadora.

      “Olha, piorou porque a gente esperava que ficasse melhor. Agora, eu teria de ser uma esposa melhor”.

      “Mas você não é”, disse Madonna. “Eu não”, respondeu Carrie Fisher.

      As duas ainda encontram mais pontos em comum em suas vidas, como o fato de terem se casado no mesmo dia – que também foi o dia em que Elvis Presley morreu.

      “Você se casou nesse dia por causa do Elvis?”, perguntou Madonna. “Não… Não lembro bem por que foi nesse dia. E você, se casou por causa dele?”, devolve Carrie, para logo depois completar:

      “Não, essa eu sei. Você se casou no dia 16 de agosto porque é o seu aniversário, e o do Penn é um dia depois”. Repórter preparada é isso aí.

      Em outro momento as duas começaram a falar sobre Dorothy Parker (só acompanhando a entrevista para entender como elas chegaram neste assunto) e Carrie solta: “ela usava aqueles vestidinhos cheios de babados e ficava bêbada na maior parte do tempo”, no que Madonna pergunta: “Bom, você sabe o que eu penso sobre bêbados, né?”

      Carrie Fisher logo se dá conta: “O quê? Ah é, o seu ex!”. “Shhhh”, responde Madonna.

      “Ah é, por que isso é um super segredo, né? Ninguém sabe…”, brinca Carrie Fisher.

      Novamente, Madonna toma as rédeas da conversa: “Mas beleza, vamos voltar a falar sobre o que nós temos em comum. Você transou com o Warren*?”, pergunta Carrie.

      Que incríveis, essas duas.

      Carrie Fisher e Madonna ainda batem papo sobre cinema e ainda falam sobre drogas e sexo oral. Vale a pena ler a entrevista completa (disponível em inglês).

      * Warren Beatty, cineasta e ator que namorou Madonna entre os anos de 1991 e 1992. Warren contracenou com Carrie Fisher em Shampoo.

       

       

       

      Studio Sol