Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Musicoterapia ajuda no tratamento contra depressão entre jovens

      22 de abril de 2017 9:06 Por Damy Coelho

      Em tempos de 13 Reasons Why e jogos que incitam o suicídio, é ainda mais importante discutirmos sobre depressão e outros problemas psicológicos que precisam de tratamento.

      Selena Gomez com os atores de 13 Reasons Why nos bastidores de gravação; cantora é uma das produtoras executivas da série (Foto: Reprodução/Instagram)

      Muitas vezes as pessoas não conhecem todos os métodos para tratar desse mal, ou até mesmo já tentaram tratamentos que não foram muito compatíveis com sua personalidade. E isso não é o fim do mundo. Tratar a tristeza e a depressão por meio de paixões e temas interessantes podem ser o melhor método para uma melhoria eficaz.

      E, como a música é a nossa paixão, nada melhor do que descobrir que ela é capaz de salvar vidas, né? Já falamos aqui sobre a musicoterapia, que é aplicada desde o hortifruti (bananas podem crescer mais docinhas e gostosas se ‘ouvirem’ música clássica, sabia?) e existem até mesmo pesquisas sobre o tratamento do câncer por meio da música.

      E a depressão também pode ser tratada por meio da música! Estudos feitos publicados na Journal of Psychotherapy and Psychosomatics garantem que a musicoterapia pode ajudar que as pessoas se reconectem com algumas sensações e sentimentos, o que as faz mais sensíveis ao tratamento feito com profissionais de saúde mental.

      Isso acontece por que a música fala diretamente ao sistema límbico do cérebro (região responsável pelas emoções, pela motivação e pela afetividade), contribuindo para a socialização e até mesmo aumentando a produção de endorfina. Por isso, pode ser usada no tratamento de depressão, ansiedade e até câncer, como dissemos ali em cima.

      QUALQUER GÊNERO É VÁLIDO!

      Apesar de ser associada à música clássica, muitos musicoterapeutas garantem que não há um gênero específico para o tratamento de depressão dos pacientes. Essas emoções variam de acordo com o gosto musical da pessoa, e podem ir do erudito ao rock, passando pelo jazz ou blues.

      Em 2012, uma pesquisa feita American Society of Hypertension-ASH, apontou que a música pode até mesmo baixar a pressão arterial e o ritmo cardíaco. Isso traria outros benefícios além do relaxamento, como ajudar no tratamento de hipertensos e atuar na prevenção de doenças cardiovasculares.

      TRATAMENTO DE DEPRESSÃO EM ADOLESCENTES

      Outro estudo, feito pela Queen’s University, aponta que a música pode ser eficaz no tratamento de adolescentes com depressão. Todo mundo sabe que essa fase da vida é cheia de questões (como bem aponta 13 Reasons Why) e a depressão pode ter um efeito ainda maior nessas pessoas.

      O estudo foi feito com 251 jovens deprimidos, com sérios problemas comportamentais e emocionais, em idade escolar. Eles foram divididos em dois grupos: no primeiro, foi aplicado o método tradicional de tratamento para esses tipos de casos. Já no segundo, foi aplicada a musicoterapia.

      O resultado final foi surpreendente aos pesquisadores. Pessoas tratadas com música mostraram um aumento considerável na autoestima, tendo uma redução impressionante no nível de depressão.

      Além disto, foi identificado uma melhoria nas habilidades interativas e comunicativas dos jovens, que mostraram-se mais dispostos à novas atividades.

      Mas musicoterapia não é botar sua música favorita em casa, para tentar ficar mais feliz. O tratamento é sério e precisa ser liderado por um musicoterapeuta profissional, formado em curso superior de graduação, que vai trabalhar corretamente com os timbres musicais para surtir um resultado efetivo e avaliar o efeito que a música reage no corpo do paciente.

      De qualquer modo, uma coisa é certa. A música cura e salva!

      ONDE BUSCAR AJUDA:

      Algumas universidades oferecem tratamento e informações sobre a musicoterapia

      apemesp.com/ – em São Paulo

      musicoterapiabh.com.br - em Belo Horizonte

      amtpr.com.br/encontre-um-musicoterapeuta – no Paraná

      vix.com/pt/bdm/medicina-alternativa/612/musicoterapia-para-melhorar-sua-saude

      facebook.com/musicoterapia.poyares

      Contato CVV (Centro de Valorização à Vida)