Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Retrospectiva: as melhores guitarras lançadas em 2017

      26 de dezembro de 2017 10:44 Por Damy Coelho

      Os guitarristas não têm do que reclamar: neste ano, o que não faltou foi opção de guitarra pra pedir de Natal.

      Nós mostramos vários modelos aqui no Cifra Club ao longo do ano – e, para facilitar a sua vida, reunimos aqui aqueles que mais repercutiram. Já salve para comprar (ou pedir )em 2018!

      1. A “guitarra mais versátil já feita”

      A alcunha parece pretensiosa, mas tem razão de ser: A Boss e a Strandberg – duas das marcas de guitarra mais influentes do mercado – se uniram para lançar um modelo exclusivo, a V-BDN. As duas potências da tecnologia garantem que desenvolveram a guitarra elétrica mais poderosa e versátil já feita.

      Inspirada no modelo Boden J Standard, a V-BDN é equipada com o sintetizador de modulação da Boss. Na prática, a ferramenta oferece uma gama de sons de violão, sintetizador e baixo. O instrumento possui uma chave seletora, de cinco posições, que fornece 25 tipos de sons de fábrica (setados) e precisa de pilhas/baterias para funcionar.

      Incrível, não? Saiba mais aqui.

      2. Transforme sua guitarra no que você quiser!

      Sim, é possível! Por exemplo, temos o Guitar-Jo, que “transforma” guitarra em banjo.

      Mas como assim??

      É simples: para funcionar, o Guitar-Jo fica alinhado com as cordas de uma guitarra. Na prática, os seis amortecedores do dispositivo entram em contato com cada uma das cordas e produzem um ataque e resposta semelhante ao de um banjo.

      Porém, o aparelho é projetado para funcionar com modelos de guitarra que tenham um tampo raso. Isto é, o Guitar-Jo só funciona em Stratos, Teles e SGs. Veja como ele é:

      Guitar-Jo faz guitarra soar como se fosse banjo (Divulgação)

       

      Outro artefato interessante lançado este ano foi um novíssimo modelo de EBow. Já pensou em fazer um air guitar e sair o som de um violino??

      Pois é mais ou menos isso o que propõe o dispositivo.

      EBow proporciona aquele sustain sensacional (Imagem: Internet)

      O EBow usa o feedback do circuito do captador. Desta forma, com bobina e um amplificador para que a corda vibre infinitamente, produz sons semelhantes aos de um violino. Como é monofônico, o Ebow vibra uma corda por vez, criando um sustain infinito na nota da corda em que foi posicionado. Os recursos de Fade in e Fade out também são possíveis com o uso do EBow. A novidade é que ele agora ganha uma versão atualizada em app.

      Pra sacar qual é a desse som, veja o The Edge, do U2, usando o Ebow numa apresentação ao vivo de The Unforgettable Fire:

      Para mais usos do Ebow em músicas que você menos imagina, veja aqui

      3. Guitarras assinadas por ídolos da música

      Os lançamentos que mais fizeram a cabeça dos músicos neste ano, como de praxe, foram as guitarras assinadas por grandes nomes da música. Quando um guitarrista talentoso e renomado coloca a sua assinatura em um instrumento, pode saber que coisa boa por aí!

      Por exemplo, a  Ibanez lançou um modelo de guitarra com assinatura de Paul Stanley, um dos líderes do Kiss. Batizada PS2CM, a guitar é uma edição limitada com acabamento na cor púrpura e o corpo que parece um espelho quebrado – duas características que combinam com a personalidade exótica do músico.

      Paul Stanley está de guitarra nova

      PS2CM apresenta padrão Stanley de excentricidade (Foto/Site Oficial)

      Já a Gibson, marca do coração de Slash, lançou uma coleção inteira de guitarras assinada pelo ídolo do Guns. A linha recebeu o nome de Gibson Custom Slash Anaconda Burst Les Paul (!) e conta com customizações projetadas pelo próprio guitarrista.

      Além delas, também tem os modelos inspirados no lendário acabamento verde Anaconda Burst, que fez história na década de 1950.

      slash bancando luthier

      Slash autografou alguns exemplares da cria (Foto: Site oficial)

      Saiba mais sobre o lançamento da Gibson com o Slash aqui.

      Outro músico que lançou sua própria linha de guitarras foi o Joe Bonamassa. E olha que história legal: o modelo é inspirado no Flying-V original, lançado em 1958, que Bonamassa comprou na loja de música de Arthur Amos, em Indianapolis, no ano de 1991.

      Olha que linda ficou a “releitura” desse modelo na versão 2017:

      Estojo e certificado acompanham a guitarra (Foto/Divulgação)

      Saiba mais sobre a “Amos” Korina Flying-V Outfit aqui.

      Quer mais clássico? Então, toma:

      A Fender anunciou a Harrison Rosewood Telecaster. O instrumento ganhou notoriedade por ter sido usado por George Harrison nos momentos finais da carreira dos Beatles.

      A guitarra permanece fiel ao modelo clássico. Além disso, o corpo é revestido para reduzir o peso e aumentar a ressonância.

      Outras características incluem o braço em Rosewood, com um diafragma de palisandro de 9,5″; e uma placa gravada com um símbolo OM.

      Guitarra lendário de george Harrison

      Fender homenageia George Harrison (Foto: Divulgação)

      Além desta, a Fender também lançou neste ano a Jimi Hendrix Monterey Stratocaster. Trata-se de uma réplica perfeita do instrumento que Hendrix usou durante seu show no Monterey International Pop Festival, em junho de 1967.

      Confira o modelo “repaginado” de 2017:

      Guitarra lendária ganha nova versão

      Hendrix meteu fogo em uma belezinha igual a essa (Foto: Divulgação)

       

      Enquanto isso, a ESP lançou um modelo assinado por Kirk Hammet, guitarrista do Metallica, e inspiradas no polêmico tabuleiro de Ouija. Batizadas ESP KH Ouija Natural e LTD KH Ouija Natural, as guitarras têm designs retirados o do famoso jogo que supostamente possibilita o diálogo com espíritos.

      Apesar da temática meio macabra, o instrumento ficou bonitão. Olha só:

      guitarra é uma peça de arte

      A ESP KH Ouija é uma obra de arte em forma de guitarra (Foto/Site oficial)

      Veja mais fotos dessa belezinha aqui.

      E a Ibanez lançou duas guitarras para celebrar os 40 anos de parceria com George Benson. Segundo o anúncio oficial, ambas as guitars possuem um som “aberto e quente, o que proporciona uma resposta surpreendente com sustain“.

      Vale conferir os modelos disponíveis – um mais lindo que o outro.

      GB40TH_00_01, uma guitarra maravilhosa

      Modelo GB40TH, uma obra de arte (Reprodução/Facebook)

      St. Vincent representa um grupo mais jovem de músicos convidados a assinarem modelos de guitarra. Em parceria com a Ernie Ball Music Man, a cantora lançou instrumentos inspirados naqueles que foram tocados no disco Masseduction.

      Disponível nas cores azul, verde limão, rosa e laranja (com escudo de oncinha), infelizmente, a guitarra é item de colecionador: até o momento, haverá somente doze exemplares vendidos ao redor do mundo.

      guitarra azul de St. Vincent

      Guitarra está disponível na cor azul (Imagem/Divulgação)

      4. Guitarra mutante??

      A Somnium Guitars lançou, durante a NAMM 2017, um tipo de guitarra que promete revolucionar a vida dos músicos! Em caráter 100% inovador, o design permite modificações que, de maneira instantânea, criam instrumentos completamente diferentes.

      Produzida com componentes modulares e fabricados de forma individual, a guitarra pode ser reconfigurada e transformada em outra em menos de um minuto. É possível, inclusive, trocar os captadores e remodelar o corpo do instrumento. O trabalho de ‘mutação’ da guitar é bem fácil de fazer, pois não precisa de ferramentas e nem de tirar as cordas. Entenda um pouquinho como ela funciona:

      5. Música pra todos!

      Olha que legal: A guitarra Wheely é 100% projetada para trazer conforto e usabilidade para a performance do guitarrista cadeirante. Entre outras evoluções ergonômicas, o instrumento possui:

      • Suporte de braço de cadeira, que faz com que a guitarra se encaixe confortavelmente em uma cadeira com braços;
      • Design que posiciona o instrumento corretamente entre as pernas, para assim garantir o melhor equilíbrio;
      • Posição estratégica do jack, que evita contato entre o cabo longe e a cadeira e assim evita possíveis acidentes.

      Conheça o modelo:

      Guitarra revoluciona na questão acessibilidade

      Guitarra revoluciona a questão acessibilidade (Foto: Site Oficial)

      6. Madeiras de demolição

      Já a Wallace Detroit Guitars é uma fabricante de guitarra que adota o uso de madeiras de demolição para construir seus modelos. Fundada por Mark Wallace em Detroit, a empresa colhe usa madeiras recuperadas nos marcos locais.

      Os corpos das guitarras são construídos com madeiras devidamente certificadas, retiradas de edifícios abandonados de Detroit. Por sua vez, o braço é construído com maple proveniente das florestas do Michigan e os trastes são feitos com filetes de rosewood ou maple, incluindo pontos de abalone opcionais. Os captadores são projetados para remeter ao som mais vintage, característica defendida pela marca.

      Olha que linda!

      Guitarra revoluciona na questão acessibilidade

      Guitarra feita com madeiras de demolição é charmosa, versátil e 100% ecológica (Foto: Divulgação)

       

      BÔNUS TRACK

      E não foi só no universo das guitarras que contou com lançamentos interessantes em 2017. Olha só esses dois exemplos:

      Freedrum: Os bateristas também serão representados entre os melhores lançamentos do ano! Menção honrosa para o Freedrum, nada mais que a famosa air drum com um toque de credibilidade: as pessoas não vão achar você maluco de tocar uma “bateria imaginária” se você usar baquetas acopladas com sensores, que também ficam no par de tênis do baterista. Por causa da inclinação e da intensidade dos movimentos, o sistema produz sons das peças da bateria.

      Apps pra quem não vive sem música: De organização de vinis a dicas para montar a playlist perfeita, confira esses 5 apps bem interessantes criados em 2017.

      Curtiu? Fique de olho no Cifra Club que 2018 promete ainda mais lançamentos incríveis!

      LEIA MAIS

      + Confira 5 afinações alternativas para violão e guitarra

      + Conheça as inovadoras técnicas do trabalho da Luthieria de Pobre

      + Top 10: Guitarras icônicas do rock

      + Saiba mais sobre Stratocaster, Telecaster, Jaguar e Jazzmaster