Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Música ajuda no tratamento contra hipertensão arterial, diz pesquisa

      11 de abril de 2018 7:42 Por Gustavo Morais

      Que a música alivia o estresse e traz inúmeros benefícios para a saúde, ninguém nunca duvidou! Um estudo desenvolvido por universidades de dois continentes, entretanto, acaba de descobrir mais uma utilidade médica para a nossa companheira de todas as horas!

      Música faz bem ao coração (Foto/Pexels)

      Segundo a análise, a música aumenta a capacidade de absorção do remédio usado no tratamento de pessoas com pressão alta. A pesquisa foi conduzida em conjunto por pesquisadores da Faculdade de Juazeiro do Norte, da Faculdade de Medicina do ABC e da Oxford Brookes University, na Inglaterra.

      Metodologia de pesquisa

      A análise identificou os benefícios da eficácia da música em 37 pacientes que estavam em tratamento. O grupo de pessoas que participaram da pesquisa foram avaliadas durante dois dias. No primeiro, logo após ingerir a medicação, elas escutaram música durante uma hora. No segundo, os remédios eram administrados, mas nenhum som foi tocado. A partir daí, os pesquisadores conseguiram constatar uma relação entre a música e a hipertensão arterial, conforme afirma o professor coordenador do Departamento de Fonoaudiologia da Unesp, Vitor Engrácia Valenti.

      “Nós concluímos que a música intensificou, em curto prazo, os efeitos benéficos do medicamento anti-hipertensivo sobre o coração”

      Ao longo do experimento, os pacientes escutaram versões instrumentais das cantoras pop Adele e Enya. “Pensamos nessas músicas, pois ela são mais popularmente aceitas”, comentou Valenti. O grupo tem pesquisado os efeitos da música sobre o coração desde 2012. Nos experimentos anteriores, os cientistas usaram música erudita.

      Músicas de Adele foram usadas durante o experimento (Foto/Pexels)

      Para averiguar os efeitos da música nos pacientes submetidos ao estudo, os pesquisadores usaram o método da variabilidade da frequência cardíaca, que apresenta melhor precisão e mais sensibilidade para avaliar as alterações no coração. Entre os efeitos observados, a equipe constatou a desaceleração dos batimentos e a redução da pressão arterial.

      Conclusão

      Além de melhorar a qualidade nos resultados dos tratamentos em pacientes cardíacos ou hipertensos, Valenti acredita que a música pode se tornar uma importante aliada para prevenir o desenvolvimento da doença em pessoas com essa propensão.

      A música pode ser associada com o medicamento para melhorar ainda mais a saúde dos pacientes, até preventivamente, quando a pessoa tem risco de desenvolver uma doença cardiorrespiratória

      Com base em tudo que foi escrito acima, nós recomendamos: Pessoas que sofrem com hipertensão arterial devem incluir a música como uma das formas de tratamento. Por suas vezes, os propensos à doença devem usar a música como uma das formas de profilaxia.