Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Fundador das PRS comenta treta envolvendo Fender e John Mayer

      11 de abril de 2018 12:49 Por Gustavo Morais

      Mayer e sua PRS Silver Sky (Foto/Divulgação)

      Desenvolvida pela PRS Guitars, a nova guitarra signature de John Mayer, a Silver Sky, tem causado alvoroço na imensa “comunidade guitarrística” espalhada web afora. A polêmica tem como ponto de partida duas situações:

      • Muita gente desdenhou do instrumento, sob a alegação de que a guitar nada mais é do que uma Stratocaster com um headstock PRS
      • John revelou, publicamente, que trabalhou com a PRS porque Fender não teria disposição para desenvolver o modelo

      Nesta semana, a polêmica ganhou a voz de Paul Reed Smith, o fundador da PRS Guitars. Parceiro de John Mayer no desenvolvimento da empreitada, Paul  veio a público defender a Silver Sky da controvérsia gerada na web. Em conversa com a revista digital Guitar Interactive, o luthier afirmou que “todos têm opinião na internet. Porém, quando colocarem as mãos numa das guitarras [Silver Sky], os conceitos serão revistos”.

      Paul Reed Smith e sua PRS Silver Sky (Reprodução/YouTube)

      Fazendo a linha “sincerona”, ele também revelou que “82% dos comentários têm sido sido negativos”. Porém, segundo Paul, o jogo está virando graças ao longo vídeo em que John aparece explicando seu pensamento sobre o design da guitarra. No tal vídeo, o guitarrista defende a Fender e garante que a opção pela parceria com PRS foi uma questão profissional.

      Sou devoto de tudo o que a Fender faz. Como um fiel cliente, desejo ver as pessoas tocarem a Silver Sky através de amps Fender, pois é isso que faz o som. Vi alguém tocá-la através de um amp Victory e pensei: ‘toca isso com um Fender!’. Esta guitarra foi feita para coexistir com amplificadores Fender, com guitarras Fender, com guitarras Gibson, com quaisquer guitarras que existam mundo fora. Não é nenhuma revisão histórica; é apenas um passo adiante

      As palavras de Mayer causaram o efeito desejado, pois, segundo Paul Reed Smith“quase todas os reviews das pessoas que já experimentaram o instrumento foram muito positivas”. Sobre o sucesso da Silver Sky, ele revelou que “as encomendas recebidas indicam que iremos fazer muitas destas guitarras”.

      PRS Silver Sky parece ter vindo para ficar (Foto/Divulgação)

      Sem a fazer a menor questão de esconder seu lado marqueteiro, Paul Reed Smith admitiu que tem “gostado do barulho que o design da guitarra tem causado no cenário”. Sem titubear, ele também revelou que John está gostando de toda a situação.

      Dê o play e confira [em inglês] a íntegra da conversa de Paul Red Smith com a  Guitar Interactive: