Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Á beira da falência, Gibson recuperação judicial

      2 de maio de 2018 9:24 Por Gustavo Morais

      Alguns modelos lendários da Gibson (Foto: Site Oficial)

      Depois de um bom tempo lutando contra o inevitável, no dia 1º de maio de 2018, a fabricante de guitarras Gibson entrou com um pedido de recuperação judicial . A empresa amarga dificuldades financeiras há meses e enfrenta um enorme endividamento, que a obrigava a pagar antes de 1º de agosto, ou a refinanciar, US$ 375 milhões.

      Com 116 anos de história, a Gibson passa por seu pior momento financeiro. De acordo com o site peruano Diario Gestión, especialista em economia, as dívidas da empresa estão na casa dos US$ 560 milhões. Ainda segundo o veículo, a quantia astronômica deve ser paga no terceiro trimestres de 2018.

      Precisa de legenda? (Foto: Site Oficial)

      Apesar dos pesares, a empresa pretende se reerguer e já tem um plano de continuidade. Em comunicado, o CEO da Gibson Brands, Henry Juszkiewicz, explicou que os clientes não serão afetados:

      “Esse processo será praticamente invisível para os clientes, que continuarão a se beneficiar de um produto e de um atendimento ao cliente inigualáveis”

      Para começar, o grupo decidiu se concentrar nos instrumentos musicais e nos sistemas profissionais de sonorização. Desta forma, os negócios de eletrônicos de consumo no exterior serão reduzidos. Além do mais, a Gibson Brands, empresa controladora das guitarras da fabricante, chegou a um acordo de reestruturação com os detentores de 69% dos títulos totais com vencimento em 1º de agosto e receberá um crédito de US$ 135 milhões.

      Curiosidades sobre a Gibson:

      • A Gibson é dona dos pianos Baldwin, criados em 1862 e adotados por vários grandes nomes como: Igor Stravinsky, Ray Charles e Dave Brubeck.
      • Henry Juszkiewicz e o presidente da empresa, David Berryman, controlam juntos cerca de 85% do capital da Gibson Brands.
      • Em 2014, o violão Gibson J-160E, que John Lennon utilizou para compor canções dos The Beatles, foi vendido por US$ 2,4 milhões.
      • Entre os patronos das guitarras Gibson estão: B.B. King, Keith Richards, Jimmy Page, Slash e muitos outros.