Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Dupla de MC’s inter-racial promove discussão social no funk

      8 de agosto de 2018 12:45 Por Gustavo Morais

      MC’s abominam pensamento derrotista (Foto/Internet)

      Após a rapper americana Azealia Banks oficializar a sua vinda ao Brasil para um show com Pablo Vittar, muitas polêmicas que envolvem a cantora com o público brasileiro vieram à tona, inclusive, os casos de ofensas que a rapper fez contra os fãs brasileiros e à população que mora na periferia. A cantora diz ter recebido mensagens racistas e spams enviados por brasileiros e, por conta disso, em uma de suas publicações no Twitter, Azealia respondeu de forma racista e irônica para todos. A frase “Não sabia que tinha internet na favela” foi uma das mais criticadas.

      O assunto se tornou o mais comentado na época e fez parte da sua lista extensa de manchetes polêmicas. Pensando em desmistificar a ideia de que o país é sinônimo de “favela”, a dupla de MC’s Ed e Charmosinho lançam campanha para derrubar preconceito racial e de classe sociais.

      MC’s querem que pop star internacional peça desculpas ao público brasileiro (Foto/Internet)

      Na campanha, o Mc Ed e Mc Charmosinho estão espalhando para os seus fãs a hashtag#AzealiaNão. A intenção é tentar despertar na rapper americana a atitude de pedir desculpas aos brasileiros. Até segunda ordem, o show de Azealia com Pablo Vittar está marcado para o mês de novembro.

      A ação orquestrada pela dupla não é um gesto de quem quer ter uns minutos de fama na web. À sua maneira, o duo de MC’s mostra ao público que o brasileiro não deve mais alimentar o “complexo de vira-latas”, o infame pensamento derrotista que nos leva a nocaute desde 1950.

      Sobre Mc Ed e Mc Charmosinho

      Com músicas de sucesso nos maiores bailes funk do Brasil, a dupla inter-racial tem como carro chefe o sucesso “Aquecimento das Novinhas”, hit que já ganhou casas noturnas, videoclipe com o KondZilla e até coreografias em parceria com o grupo Fit Dance, um dos maiores canais de dança do YouTube. O clipe da música possui mais de 2 milhões de acessos.