Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Intolerância: jovens emos são apedrejados até a morte

      12 de março de 2012 18:29 Por Gustavo Morais

      Moqtada al-Sadr vê os emos como "pragas na sociedade islâmica"

      Cerca de 14 jovens foram apedrejados até a morte em Bagdá, nas últimas três semanas, no que parece ter sido uma campanha de militantes xiitas contra adolescentes que usam roupas, acessórios e penteados associados à cultura emo. No Iraque, a tribo dos emos é considerada homossexual e satanista.

      Segundo o site da Rolling Stone, a maioria dos jovens atacados morreu em decorrência de fraturas letais no crânio após terem levado golpes de pedras e tijolos. Alguns deles, incluindo duas garotas, ficaram feridos em ataques realizados para servir como aviso.

      O alto clero xiita do Iraque condenou os ataques. O líder Ali al-Sistani, não classifica os assassinatos como “ataques terroristas”, e Moqtada al-Sadr, um integrante do clero xiita que entende os emos como uma “praga na sociedade islâmica”, alega que esses jovens devem ser penalizados com ações dentro da lei e não assassinados a revelia.