Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Paula Fernandes reafirma fim de vínculo profissional com Leonardo

      7 de novembro de 2012 15:04 Por Gustavo Morais

      A cantora Paula Fernandes anunciou, no final do mês de outubro, o seu desligamento profissional da empresa Talismã Music, propriedade de Leonardo. Através de um comunicado oficial, a artista afirmou que ganhou na justiça o direito de administrar a sua carreira através da empresa Jeito de Mato, da qual é uma das sócias, a partir do dia 12 de novembro de 2012.

      Na última terça-feira (6), a Talismã Music divulgou um comunicado no qual contradiz as afirmações da cantora. De acordo com o documento, o vínculo profissional de Paula com a empresa vai até o começo de 2014.

      A disputa judicial que busca definir o detentor sobre os direitos de gerenciar compromissos profissionais da cantora ganhou mais um capítulo. Nesta quarta-feira (7), Paula divulgou um novo comunicado no qual reafirma o fim do vínculo profissional com Leonardo.

      Leia o comunicado, na íntegra:

      “Com relação a nota da empresa Talismã divulgada em, 06/11, Paula Fernandes e Jeito de Mato esclarecem que têm procurado manter todo o respeito, tanto ao público, quanto á empresa Talismã, a qual, no entanto, insiste em tentar manter a artista sob seu controle, mesmo não tendo qualquer decisão judicial que ampare tal postura.

      Tal estratégia tem confundido a todos, causando, certamente, prejuízos á artista, bem como á credibilidade da própria empresa Talismã Administradora de Shows Editora Musical Ltda.

      Contra fatos não há argumentos: Paula Fernandes e Talismã possuem um único contrato de agenciamento, que vence em 11 de novembro de 2012, e teve quatro anos de duração.

      Por isso reiteramos os termos da nota anteriormente publicada, e esclarecemos, ainda, o seguinte:

      a) Há um contrato celebrado entre as partes, com data de 11 de novembro de 2008, com prazo de duração de quatro anos, e possibilidade de renovação. Tal contrato foi denunciado regularmente em julho deste ano, quando manifestamos nosso desinteresse na renovação;

      b) Até o momento, nenhuma decisão judicial declarou ineficaz ou inválido tal contrato, ou suspendeu sua eficácia, razão pela qual ele é plenamente válido, e será cumprido pela artista até o dia 11 de novembro de 2012. Após essa data, conforme já anunciado, será representada exclusivamente pela empresa Jeito de Mato;

      c) A única ação judicial em curso.
      (Processo número 583,00,2012-183507-0 – 32a. Vara Cível) não discute prazo de contrato e sim, tão somente, o descumprimento do mesmo por parte da Talismã. Nem esses autos, nem o Agravo de instrumento número 02054243-24.2012.8.226.0000 contém qualquer decisão contrária ao encerramento do contrato em 11 de novembro de 2012, ao contrário do alegado pela empresa em sua nota. Aliás, os processos são públicos, e qualquer pessoa poderá confirmar tais informações, junto ao Tribunal de Justiça do estado de São Paulo.

      d) As “fartas provas” mencionadas pela Talismã na verdade comprovam o contrário do que pretende a empresa: que, de fato, a relação contratual entre as partes teve início em novembro de 2008. Muitas outras provas nesse sentido foram por nós juntadas aos autos do agravo instrumento, confirmado de forma definitiva que desde aquela data a Talismã é representante exclusiva da artista Paula Fernandes.

      Manifestamos nosso integral respeito pelo Poder Judiciário, soberano para decidir a questão que levamos a Juízo, ao mesmo tempo em que lamentamos a recusa da Talismã em reconhecer os fatos aqui relatados.“.

      Esta disputa judicial parece mesmo estar longe do fim.