Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Fita cassete ensaia retorno ao universo da indústria fonográfica

      16 de julho de 2013 14:17 Por Gustavo Morais

      Depois de protagonizar o renascimento triunfal do disco de vinil, a indústria fonográfica parece ter dar sinais de que apoia a volta da fita cassete às prateleiras e acervos. Entre as décadas de 1970 e 1990, a famosa “fitinha K7″ era uma mídia musical bem apreciada e popular entre a galera que curte um som.

      Assim como existe o “Record Store Day”, uma iniciativa das lojas de discos inglesas para incentivar o consumo de LPs e música em geral, o “Cassette Store Day” está a caminho. A festa das ‘fitinhas K7s’ vai rolar no dia 7 de setembro, na lendária loja Rough Trade, em Londres. Outros eventos também devem ser realizados simultaneamente em Los Angeles, Nova Iorque e Tóquio.

      Os organizadores definiram “Cassette Store Day” como “uma celebração de um produto acessível, divertido, barato e forte durante um clima turbulento no clima musical”. Resta saber se os preços serão acessíveis a ponto dos produtos ‘caberem no bolso do consumidor’. Alguns álbuns clássicos e lançamentos ganharão suas versões em K7. Entre os selos que abraçam a causa estão as gravadoras das bandas At The Drive-In e Flaming Lips, que terão fitas à venda na ocasião.

      Não há dúvidas de que os cassettes possuem certo carisma e um lugar cativo na memória afetiva das pessoas que têm mais de 25 anos. Houve uma época em que era comum, por exemplo, ficar horas a fio com as teclas “play” e “rec” do toca-fitas prontinhas para gravar as músicas mais pedidas da programação das rádios.