Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Rock star em novela? Playback cult? Relembre peripécias musicais na TV

      11 de outubro de 2014 11:21 Por Gustavo Morais

      A televisão, o cinema e a música têm a magia de eternizar momentos hilários, folclóricos e icônicos no imaginário do povo. Ao longo dos anos, contudo, a nossa memória pode se dar ao luxo de simplesmente arquivar alguns acontecimentos inusitados da carreira de nossos artistas favoritos.

      Pensando em promover o resgate de algumas situações pouco triviais, nós selecionamos alguns eventos nos quais determinados artistas da música protagonizam situações relacionadas à TV.

      Divirta-se, amigo leitor!

      Bon Jovi passou o maior xaveco na personagem de Piovanni

      Jon Bon Jovi participa de “Malhação”

      Nos idos de 1997, o roqueiro Jon Bon Jovi trabalhava na divulgação de seu segundo disco solo, “Destination Anywhere ”. Na ocasião, Jon aproveitou sua passagem pelo Brasil e deu o “ar de sua graça” em programas de TV. Contudo, nenhuma aparição na TV supera a participação do artista na novela teen “Malhação”. Além de paquerar a personagem vivida por Luana Piovanni, o galã ainda fez um som para a galera da academia.

      Eliana Dedinhos mostra ‘dedo do meio para todos os chatos do planeta’

      Além de ser uma das apresentadoras mais carismáticas e populares da TV brasileira, Eliana também tem uma carreira musical. A loira já gravou vários discos destinados ao público infantil e integrou uma das formações da extinta girl band Banana Split. Nos idos de 2007, ao participar da peça “Nunca se Sábado”, no Teatro Folha, a artista surpreendeu a plateia quando cantou o web hit “Vai Tomar No C*“, de Cris Nicolotti. Antes de soltar a voz, Eliana deixou claro que mostraria o ‘dedinho do meio’ para todos as pessoas chatas do mundo. (MOMENTO ÉPICO!)

      Scorpions + Faustão + playback constrangedor

      Em 1994, a banda Scorpions fez shows no Brasil. Para divulgar as apresentações, os rockeiros alemães participaram de programas de TV, entrevistas, etc. Contudo, a inusitada passagem do quinteto pelo “Domingão do Faustão”, da TV Globo, não pode desaparecer da memória afetiva dos fãs. Visivelmente cansados, quiça ressaqueados, os veteranos do hard rock dublaram duas músicas e ainda bateram um papo desses que vão do nada para o lugar algum. Sucedido por um discarado playback, o “quem sabe faz ao vivo” dito pelo apresentador tornou a participação do grupo no programa ainda mais constrangedora.

      Alanis Morissette na “novela das 8″

      Em 2003, sete anos depois de fazer uma ponta na novela teen “Malhação”, a cantora Alanis Morissette deu o ar da graça em outra produção da TV Globo. A canadense fez uma participação especial na novela “Celebridade”, que tinha como enredo a rivalidade entre profissionais do mercado de shows no Brasil. Na ocasião, além de ter feito um som, Alanis contracenou com Malu Mader, Julia Lemmertz e Paulo Vilhena. Apesar de falar pouco, a estrela mostrou naturalidade diante das câmeras.

      Raimundos + Gugu + playback com dignidade merecida

      Nos anos 90, a pífia prática do playback nos programas de Faustão e Gugu Liberato eram sinônimo de sucesso. No caso de Gugu, o número musical disputava o foco da cena com os closes genecológicos na dançarinas e tornava a atuação dos artistas ainda mais trabalhosa. Contudo, num belo domingo de 1996, os Raimundos apareceram por lá e imputaram à dublagem a dignidade que ela merece. Já que não iriam realmente tocar, os quatro rockeiros decidiram brincar e promoveram uma algazarra envolvendo o uso desligado dos instrumentos. Nem os convidados do programa escaparam da zoação e também pagaram de rock stars.


      Guns N’ Roses figurante e  Clint Eastwood sendo Clint Eastwood

      Antes de se tornar a banda mais perigosa do mundo, o Guns N’ Roses se ‘virava nos 30′ para ficar em evidência. Em 1988, na busca por um lugar no panteão sagrado do rock, o então jovem quinteto marcou presença no último filme da saga do tira durão Harry Callahan, “Dirty Harry na Lista Negra”, estrelado por Clint Eastwood. Além de ter a faixa “Welcome To The Jungle” na trilha do longa, o Guns apareceu em duas cenas: no porto, durante a gravação de um filme (os caras fizeram figuração na figuração); e no cemitério, durante o funeral de um astro do rock. Em tempo: a performance sensual de um jovem Jim Carrey, que quebrou tudo ao som de “Jungle”, é tão memorável quanto a expressão de Axl Rose no enterro.