Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Dia Contra a Homofobia: 10 músicas que celebram a diversidade no amor

      17 de maio de 2016 11:29 Por Damy Coelho

      No dia 17 de maio é celebrado o Dia Internacional Contra a Homofobia. Pensando em homenagear essa data, tão importante para ajudar a acabar com o preconceito, selecionamos 10 clipes que mostram o universo LGBT despido de tabus e ofensas de gênero. Dê o play e aproveite.
      E viva o amor na sua diversidade! :)

      1. Rihanna – “Te Amo

      Já vamos começar chutando a porta: o clipe é considerado um dos mais sensuais de Rihanna (que já é sexy por natureza, né). No vídeo, a cantora se veste como um “cavalheiro” e troca carícias bem calientes com uma modelo. E a música é uma verdadeira declaração de amor (já escancarada no título). Vale ouvir (e ver):

      2. Sam Smith – “Lay Me Down

      O emocionante clipe de Sam Smith mostra o saudosismo de uma bela relação de amor e fala da ausência que a pessoa amada faz na vida de alguém. A letra é belíssima, é bom ficar atento. Vale considerar também que Sam Smith é assumidamente homossexual,e sempre defende publicamente os direitos da comunidade LGBT. Ponto pra ele!

      3. t.A.T.u – “All The Things She Said

      O T.a.T.u foi uma dupla russa de meninas bonitinhas que já chegaram na mídia afirmando com toda coragem que eram um casal (a sigla, aliás, significa algo como “Essa Ama Aquela”, em russo). Enfim, quem foi adolescente nos anos 2000 provavelmente cantarolava esse hit pelos quatro cantos. E provavelmente também ficava boquiaberto com o beijaço que as vocalistas,Yullia e Lena davam no fim do clipe. E provavelmente também ficaram chocados ao saber que o “namoro” assumido publicamente pela dupla não passou de estratégia de marketing. Nenhuma das duas é homossexual (Julia foi a primeira a assumir isso, logo quando ficou grávida de um lutador de karatê), mas a intenção de cutucar a sociedade patriarcal com um clipe sem preconceitos sexuais já foi louvável. Por isso, vale ver de novo:

      4. Katy Perry“Firework

      A música, que virou quase um hino de libertação, retrata a coragem de várias pessoas para se assumir como realmente é. A cena em que um casal de meninos se beija na pista, no meio de uma festa cheia de gente, é das mais emocionantes. Veja:

      5. Christina Aguilera – “Beautiful

      Uma das canções mais bonitas do repertório de Christina Aguilera merecia um clipe à altura. E ganhou: o vídeo de “Beautiful” retrata pessoas diferentes, em suas mais diversas realidades, sendo felizes do jeito que elas são. Para celebrar o amor (tanto por outra pessoa quanto o amor próprio, este último também super importante).

      6. Robbie Williams e Gary Barlow“Shame

      Dois ídolos das meninas, que provavelmente foram o primeiro amor de muitas adolescentes dos anos 80, se inovaram ao participarem de um vídeo em que vivem um casal apaixonado. Bem no estilo Brokeback Mountain, o clipe de ninguém menos que o galã Robbie Williams com seu ex-colega da banda Take That, Gary Barlow chamou a atenção de muita gente justamente por ir de encontro ao “clichê-pegador-de-mulher” que muitos esperavam que ambos tivessem. Vale assistir:

      7. Macklemore e Ryan Lewis – Same Love

      O nome é direto e o clipe, ainda mais. O vídeo tem como objetivo mostrar a relação de um menino, desde a infância, com o amor. Nos poucos minutos de vídeo, conhecemos a história desse garoto até ele encontrar a pessoa da sua vida, e como esse amor segue forte, até o fim. É de emocionar.

      8. Silva – “Feliz e Ponto

       

      No vídeo, que conta com a bela fotografia de William Sossai, o cantor aparece em clima de romance com um homem e uma mulher, em meio à natureza. Além de celebrar a diversidade, celebra o poliamor. Se ainda não viu, é bom conferir:

      9. Charlie Brown Jr. – “Só os Loucos Sabem

      Este vídeo é especial: além de ter sido o último gravado com Chorão em vida, o clipe celebra o amor em sua total diversidade. Na cena em que duas garotas se beijam, aparece a seguinte frase: “Liberdade acima de tudo”. Não precisa dizer mais nada.

      10. Queen – “I Want To Break Free

      Para fechar com chave de ouro: Uma versão “crossdresser” de Fred Mercury já gritou, lá nos idos dos anos 80, que queria ser livre. E de fato o foi. Uma das bandas de rock mais importantes de todos os tempos não poderia faltar nessa lista, que celebra a diversidade e a coragem de, literalmente, “sair do armário”. Merece ser lembrado para sempre:

      Bonus track: Demi Lovato:

      Em 2014, Demi apresentou um vídeo com a música “Really Don’t Care“, como convidada em um evento de orgulho LGBT. A cantora sempre levanta a bandeira deste grupo e, como forma de agradecimento, foi homenageada pela comunidade: ela foi vencedora do prêmio Vanguard Award deste ano – a premiação é destinada a heterossexuais que ajudam na disseminação dos direitos de gays, lésbicas e transgêneros. Segundo a organização, é um prêmio para reconhecer aqueles que “fizeram uma diferença significativa no estímulo à igualdade e à aceitação”. Palmas para ela!