Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Especial ‘Quero Ser Músico’: Quais carreiras um músico pode seguir?

      26 de maio de 2017 8:30 Por Damy Coelho

      Jack Black deixou muita gente com vontade de dar aula de música no filme ‘Escola de Rock’ (Reprodução)

      Dando continuidade ao nosso especial Quero ser Músico, nesta segunda parte vamos falar sobre o “temido” mercado de trabalho.

      Muita gente pensa que ser músico é pegar estrada e tocar no palco #sonho. Mas nem só de turnês – ou de processos criativos – vive o músico. É justamente isso que mete medo em muita gente.

      Muitos são os mitos relacionados à área, como: será que eu nunca vou ganhar dinheiro? Ser músico se limita a tocar e viver disso? E se eu nunca for famoso e não conseguir levantar uma grana com minha banda?

      Pois pode se livrar desses medos!

      Ao contrário do que muitos pensam, o mercado de trabalho é bastante versátil para quem quer se especializar em música. Quem se forma na faculdade de música pode ter empregos que variam de professor de instrumentos ou canto à musicoterapeuta – vamos falar mais um pouco sobre essa última profissão nos próximos capítulos. ;)

      E quem gosta de música desde o “processo de fábrica”, pode também trabalhar com a construção e manutenção de instrumentos: o famoso luthier. Isso rola porque os cursos de música oferecem disciplinas que dão base para que você conheça bem o instrumento no qual queira se especializar.

      Já imaginou fabricando um violão do seu jeitinho pra ser tocado por aí?

      A professora Walênia Silva, da UFMG, explica mais: “Você não assiste uma propaganda que não tenha música. O seu celular toca música. Tem a pessoa que trabalha com vendas, seja de discos ou de instrumentos… são muitas as áreas relacionadas direta e indiretamente à música”, comenta.

      Para além das áreas que já falamos – musicoterapia, luthieria – o site Mundo Educação aponta as outras áreas que um músico pode seguir:
      1. Canto
      Atuação em óperas, gravações, recitais etc.; organização e preparação de vocais para apresentação.

      2. Trabalhar em estúdio
      Já pensou em ajudar na criação de outros músicos? Você pode trabalhar com mixagem de álbuns e até auxiliar nos ensaios de uma banda

      3. Professores
      Lecionar o ensino musical básico em escolas de ensino regular ou em escolas de música. Você também pode trabalhar de forma autônoma, dando aulas particulares e até mesmo online

      4. Instrumentalista
      Atuação com solista em orquestras ou tocar em bandas profissionais, como músico contratado

      5. Pesquisa
      Realização de estudos e pesquisas acadêmicas acerca da cultura musical

      6. Regência ou maestria
      Direção, coordenação e organização de corais, orquestras, etc

      Viu como o mercado é amplo?! Se você quer seguir a carreira de músico, basta ter paixão e vontade de trilhar alguns desses múltiplos caminhos. Mas antes, é preciso ter uma formação sólida. Reveja a primeira parte do nosso especial, com informações sobre a faculdade de música – mitos e verdades.