Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Ed Sheeran e o super show de um homem só

      31 de maio de 2017 11:06 Por Damy Coelho

      Super estrutura do palco chamou a atenção do público (Foto: Divulgação/Letras)

      Belo Horizonte recebeu o último show de Ed Sheeran no Brasil, nesta quarta (30). E se em São Paulo, Curitiba e no Rio o público ficou ainda mais encantado com o cantor, na capital mineira não foi diferente.

      Assim como nas outras cidades, o cantor segurou a onda de ser “a banda de um homem só” em um show de estádio. Claro que  Ed Sheeran contou com uma base gravada em algumas músicas, mas o formato acústico, só voz e violão, deu um tom intimista mesmo a uma apresentação com milhares de pessoas.

      E isso conta muito, já que o show rolou em um lugar tão grande quanto o estacionamento do Mineirão.

      A equipe do Letras esteve lá e animou o público da pista com brindes em parceria com o Cabify, como um CD autografado pelo cantor, e pulseirinhas da pista premium para quem estava na pista comum.

      Não precisa nem falar que a galera ficou alucinada por poder ver Ed Sheeran mais de pertinho, né? Além disso, quem foi ao Mineirão de Cabify e usou o código do Letras, ainda teve desconto para chegar no local do show contanto com um transporte rápido e seguro. =)

      CARISMA

      O ponto que mais chama a atenção no show de  Ed Sheeran, definitivamente, é o carisma. O cantor de apenas 26 anos prova que é um enterntainer de mão cheia e sabe bem como deixar o público hipnotizado durante todo o show.

      Ed Sheeran mostrou que aprendeu nossa língua direitinho – mesmo que sejam algumas palavras, né? – e fez questão de conversar com o público arranhando no português. E ele sabe mesmo agradar: o cantor voltou para o bis com uma camisa do Brasil, envolto na nossa bandeira, e tocou todas as músicas após o bis balançando a bandeira pra lá e pra cá.

      O público, é claro, amou.

      PEDAL DE LOOP

      Outra coisa que chamou a atenção, como já destacamos, é a capacidade de Ed Sheeran de segurar um show inteiro sozinho.

      E ele contou com uma ajudinha crucial para dar o diferencial no som: o seu já consagrado pedal de loop, que era usado ali, na hora mesmo, dando vários efeitos diferentes para as músicas. O que podia ter sido um mero show acústico, no violão, virou um mágico efeito de sons que deram super certo ao vivo –  mesmo no falso improviso com o uso do pedal.

      O DONO DOS MAIORES HITS

      Claro que não podiam faltar os hits de  Ed Sheeran, né? E o cantor não se esqueceu de nenhum, botando todo mundo pra cantar Photograph, Shape Of You, Think Out Loud, entre outros sucessos. O público, aliás, foi quase como um segundo elemento do show: o coral que se formou nas músicas mais famosas do britânico foi de arrepiar.

      UM PONTO RUIM

      Mas, como nem tudo são flores, um ponto deixou o público mineiro prejudicado em relação aos demais. Enquanto em São Paulo um mega telão ajudava quem ficou lá atrás, em BH a estrutura do palco era linda, mas pouco funcional. Quem ficou no fundão ou nas partes laterais do palco quase não conseguia ver o cantor.

      Além disso, o público esperava um show maior: parece que 1:40 não foram suficientes para que o público saciasse a vontade de ver Ed se apresentando ao vivo.

      Mas, como estamos falando de um dos maiores hitmakers da atualidade – e um dos mais bem sucedidos nas paradas de todo mundo – não deve ser difícil ver Ed Sheeran de novo por aqui. Você mal foi embora, mas já queremos mais, Ed! #volta!