Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Music Bank: festival no Chile mistura k-pop e música latina

      7 de novembro de 2012 12:06 Por Laiza Kertscher

      G.O, do MBLAQ, cantou versos de "Mona Lisa" em espanhol

      Na última sexta-feira (2), aconteceu o primeiro festival da música pop coreana na América Latina. A turnê mundial “Music Bank” aterrissou em Viña del Mar, na região de Valparaíso, no Chile.

      O “Music Bank” é um programa de TV coreano no qual artistas se apresentam semanalmente durante o período de divulgação de seus discos. No ar desde 1998, pela KBS, o formato da atração é semelhante ao do antigo “Globo de Ouro”, da Rede Globo.

      A turnê consiste em realizar uma gravação do programa em diferentes lugares pelo mundo. Antes de Viña del Mar, o festival sul-coreano passou por Tóquio, Paris, Hanói e HongKong, por onde levou apresentações de diferentes astros do k-pop.A edição chilena do evento contou com os grupos Super Junior, MBLAQ, CNBLUE, RaNia, After School e Davichi.

      As apresentações tiveram início às 20h15, no anfiteatro do parque Quinta Vergara, quando todos os artistas subiram ao palco ao som de “Todos Juntos“, um clássico da música chilena gravado pelo grupo Los Jaivas. A festa foi comandada pelos coreanos YongHwa (vocalista do CNBLUE), Uee (da After School), KyuHyun (do Super Junior) e pela modelo chilena Nataly Chilet.

      O quinteto RaNia sauda o público durante o show

      A primeira atração a se apresentar foi a banda MBLAQ. Veteranos na América do Sul, o grupo abriu o festival com a canção “This Is War“. Depois, apostaram em seus hits com influência da música latina, “Oh Yeah” e “Mona Lisa“, que foi cantada com alguns versos em espanhol.

      Assim como o MBLAQ, as garotas da RaNia saudaram o público com algumas frases em espanhol antes de se apresentar com seus hits, “Dr. Feel Good” e “Style“, e animar os fãs chilenos com seus passos provocantes. Na sequência, o grupo After School subiu ao palco e  fez milhares de pessoas cantarem em uníssono os sucessos “Diva“, “Because Of You” e “Flashback“.

      Em seguida, uma apresentação especial homenageou a cultura não apenas do Chile, mas de toda a América Latina. Integrantes do MBLAQ e do RaNia voltaram ao palco para uma performance da típica dança do Chile, Cueca. Vestidos com roupas tradicionais do país, os coreanos foram calorosamente recebidos pelo público chileno.

      Davichi não decepcionou ao cantar clássico chileno

      Na sequência, o Brasil foi homenageado. Ao lado de KaEun (After School), o cantor Lee Joon (MBLAQ) usou de sua formação em dança para misturar passos de balett contemporâneo e lambada ao longo de uma apresentação da música “Chorando Se Foi“, sucesso do grupo Kaoma, do final dos anos 80.

      Os porto-riquenhos também foram homenageados por G.O (MBLAQ), que interpretou “Livin’ La Vida Loca“, de Ricky Martin. E como não podia deixar de ser lembrado, os três grupos finalizaram a apresentação especial dançando “Gangnam Style“, hit do sul-coreano PSY, que conquistou os quatro cantos do mundo.

      O CNBLUE representou o rock no festival

      As homenagens ao universo da cultura latina continuaram quando a dupla Davichi se apresentou com a canção “Gracias a La Vida“, um dos maiores clássico da música chilena, que gravada originalmente pela cantora Violeta Parra, nos anos 60. Com belos vocais, as coreanas não decepcionaram ao cantar toda a canção em espanhol. Depois, as cantoras se apresentaram com “Don’t Say Goodbye” e “8282“.

      Em seguida, foram exibidas imagens do povo chileno após a erupção do Vulcão Caulle, em 1960, com mensagens que mostravam que a música ajudou toda a população a superar um dos momentos mais trágicos de sua história. Para relembrar esse sentimento de união e amor à música, o vocalista YongHwa, do CNBLUE, apresentou uma versão acústica de “Love Me Tender“, sucesso de Elvis Presley, que se tornou um dos maiores sucessos no país na época.

      Após a homenagem, os demais integrantes do CNBLUE se uniram ao vocalista para tocar os hits “Intuition“, “I’m A Loner” e “Love“. Mesmo com a ausência do baixista da banda, o público recebeu os coreanos com empolgação e cantou junto durante todas as canções.

      No final do show, balões azuis tomaram conta do local

      A última atração do evento foi a banda Super Junior, os garotos mais aguardados da noite. Entre as performances de “Sexy, Free & Single“, “Mr. Simple“, “Miracle” e “Sorry Sorry“, os coreanos saudaram o público com desajeitadas frases em inglês e espanhol. Os fãs, em contrapartida, estavam tão empolgados que pareciam nem se importar com a ausência de parte dos integrantes e com a falta de domínio dos cantores com a língua.

      Com todos artistas no palco novamente, foi executada a música “Arirang”, considerada um hino da Coreia. Como nas demais edições do festival, o evento foi encerrado com uma animada apresentação conjunta de todas as bandas do hit “Run To You“, do grupo coreano DJ DOC, uma das músicas mais populares entre os coreanos. As bandeiras da Coreia do Sul e do Chile apareceram no final da apresentação, para simbolizar o rompimento de fronteiras e união de duas culturas tão diferentes.