Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Cineasta rebate discurso de Sam Smith no Oscar e cantor responde; veja

      1 de março de 2016 8:04 Por Damy Coelho

      Sam e Dustin, com seus respectivos prêmios (Foto: E! Online)

      O cantor Sam Smith venceu o Oscar de “Melhor Canção Original” por sua “Writtings On The Wall” e dedicou o prêmio à comunidade LGBT. Além disso, ele chegou a afirmar que poderia ser o primeiro homem assumidamente gay a vencer o prêmio, citando um artigo que havia lido. “Não sei se esse é o caso, mas mesmo se eu não for, gostaria de dedicar o Oscar à toda a comunidade LGBT em todo o mundo”, disse Sam Smith.

      Mas parece que o cineasta Dustin Lance Black, roteirista do premiado “Milk”, de 2009, não gostou nada do discurso do cantor. Dustin rebateu a declaração do músico, dizendo que ele mesmo, assumidamente gay, já ganhou o Oscar em 2010. Além disso, o cineasta mandou um recado nada amistoso e bastante pessoal ao cantor pelo Twitter: ”Ei Sam Smith, se você não faz ideia de quem eu sou, talvez seja hora de parar de mandar mensagens para o meu noivo”, escreveu Dustin. E continuou: ”Saber nossa história LGBTQ é importante. Nós nos apoiamos em inúmeros homens e mulheres corajosas que pavimentaram nosso caminho”.

       

      Direito de resposta

      A declaração do cineasta, é claro, movimentou as redes sociais e o tuíte de Dustin chegou até Sam. O cantor então se retratou. Também por meio do Twitter, escreveu: “Estou muito de ressaca. De verdade, parece um sonho. Ser o segundo homem abertamente gay a ganhar o Oscar ou terceiro, ou quarto, ou centésimo… esse não era meu ponto. Meu ponto era botar luz na comunidade LGBT que eu amo encarecidamente”, afirmou. E não deixou barato a treta com o cineasta, pois, em seguida, mandou um tuíte diretamete para Dustin: “Desculpa pela confusão. Vou me certificar de assistir aos seus filmes agora. Parabéns atrasado pelo Oscar”, mandou, com uma pitada de ironia.