Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Freddie Mercury vira tema de pesquisa científica, saiba o por quê

      22 de abril de 2016 9:50 Por Damy Coelho

      Que Freddie Mercury tinha uma capacidade vocal impressionante, disso ninguém duvida. Mas um grupo de cientistas fonoaudiólogos da Universidade de Viena foi além e publicou um artigo na revista ”Logopedics Phoniatrics Vocology”, fruto de uma intensa pesquisa sobre a voz do cantor. E o resultado comprova que, mesmo passados 25 anos da morte do cantor, poucas pessoas ainda conseguem atingir os níveis vocais que Freddie alcançava.

      Para realizar a pesquisa, os cientistas testaram a voz do treinador vocal Daniel Zangger-Borch, um imitador da voz de Mercury, para substituir o cantor. Eles gravaram as cordas vocais de Daniel enquanto ele soltava a voz, em 4.000 frames por segundo. A partir de então, foi detectado que as cordas vocais de Freddie se moviam mais rápido do que as de outras pessoas: um vibrato irá oscilar entre 5,4 Hz e 6,9Hz e Freddie chegava aos 7,04 Hz. Segundo os cientistas, nem mesmo Luciano Pavarotti, um dos maiores tenores do mundo, atingiu essa marca! O grupo também concluiu que Freddie era um barítono, ou seja, sua voz estava entre o intermédio e o tenor.

      Ou seja, a pesquisa concluiu o que já imaginávamos: Freddie é inigualável!