Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Nicki Minaj dedica performance de ‘Anaconda’ a Donald Trump

      27 de abril de 2016 8:15 Por Damy Coelho

      Antes de ler a notícia, vale considerar a carga de ironia usada por Nicki Minaj: a cantora dedicou a sua performance do hit “Anaconda” na noite desta terça (26), no Baile de Gala da revista Time, ao pré-candidato à presidência dos EUA, Donald Trump.

      Demi Lovato critica Donald Trump e diz: não voto em quem fala sobre o próprio pênis em um debate presidencial

      Nicki, que foi reconhecida pela revista como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo, fez um discurso antes da sua performance, que fechou a noite: “Bem, eu sou uma pessoa bastante política e gostaria de dedicar essa canção ao espírito de união entre Joe Bidden (atual vice-presidente dos EUA) e Donald Trump”, disse, aos risos. “Quem vocês acham que gosta de um bundão? Trump?”, provocou. Antes disso, ela fez um discurso sobre o empoderamento feminino: “Queria saudar todas as mulheres independentes que ganham seu próprio dinheiro e não precisam de um homem para comprar um carro ou uma casa”. Donald, como se sabe, é bastante criticado por seus comentários machistas e homofóbicos e por se aliar a causas extremamente conservadoras. Isso que é ironia, Nicki!

       

      “Formidável”

      Donald Trump também esteve presente na cerimônia da Time, mas não ficou para a apresentação de Nicki, tendo visto apenas a performance de Ariana Grande, que abriu a noite. Porém, quando questionado por um jornalista, ainda no tapete vermelho, sobre o que ele acha de cantoras como Ariana Grande e Nicki, o pré-candidato afirmou que as duas são “formidáveis”. Pouco depois, o mesmo jornalista entrevistou Nicki e disse que perguntou ao Trump o que ele acha da cantora. Surpresa, Nicki  respondeu: “Trump? Ele nem deve saber quem eu sou”. Quando o jornalista disse a resposta de Trump, ela estranhou ainda mais: “Trump pensa isso de mim? Sério mesmo?”, disse Nicki. Poucas horas depois, ela faria a controversa dedicatória no palco do evento.