Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Page e Plant pedem que processo de plágio contra o Led seja suspenso

      21 de junho de 2016 9:45 Por Damy Coelho

      Ilustração de Plant e Page no tribunal em Los Angeles

      Robert Plant e Jimmy Page, dois dos nomes mais famosos do rock, estão passando por maus bocados. A dupla é acusada de plágio justamente com o maior hit do Led Zeppelin, “Starway To Heaven“. Segundo a acusação, o riff inicial da canção é uma cópia da música ”Taurus”, da banda Spirit. E nesta segunda (20), o advogado de defesa de Plant e Page emitiu um pedido ao juiz para que o processo de plágio seja suspenso.

      Segundo o advogado dos músicos, o processo está seguindo sem que a acusação apresente uma prova concreta de que há um plágio na canção – mesmo a acusação já tendo comparado as duas canções em frente ao júri, ação que o advogado considera “insuficiente”.

      Além disso, ele questiona a autoria de “Tauros”, alegando que o responsável pela música, Randy California (que morreu em 97) era compositor por encomenda. Randy está sendo representado pelo músico Michael Skidmore, sequer detém os direitos da banda Spirit.

      Relembre o caso

      O processo foi iniciado por Michael Skidmore, que representa o autor da canção “Taurus”, de 1967, da banda Spirit, lançada quatro anos antes do hit de Led Zeppelin. O autor de “Taurus”, o guitarrista e líder da Spirit, Randy Califórnia, morreu em 1997 e está representado pelo próprio Skidmore.

      O autor do processo ainda afirma que o Led Zeppelin fez uma turnê com o Spirit em 1968 e que Jimmy pode ter se inspirado na canção da banda para compor o solo inicial de “Stairway to Heaven” – justamente a parte que Skidmore acusa ser plágio. Em resposta, Page e Plant afirmaram que Randy era compositor por encomenda – logo, que não podia reivindicar direitos autorais. Além disso, os dois músicos concluíram que a progressão de acordes era “tão clichê que não merecia tanta proteção”.

      O julgamento seguiu até o último dia 14. Desde então, o processo já rendeu situações, no mínimo, curiosas. Jimmy Page e Robert Plant já precisaram ouvir calados que o Led Zeppelin “se tornou especialista em desconstruir covers”, se apropriando de canções alheias. Para tentar provar o plágio, a acusação tocou as duas músicas para o júri, simultaneamente, além de mostrar vídeos ao vivo das duas bandas executando suas respectivas canções, para mostrar a similaridade dos acordes usados. Page e Plant acompanharam tudo calados, volta e meia levantando os olhos para analisar as reações do júri, segundo a agência de notícias AP.

      “Esta foi uma canção que Randy California escreveu para o amor de sua vida, Robin. Esse era o seu signo, Taurus [touro],” disse o advogado da acusação. “Ninguém poderia saber que ela iria cair nas mãos de Jimmy Page e tornar-se a introdução de ‘Stairway to Heaven’, concluiu.

      Plágio por 1 dólar

      A acusação chegou a pedir apenas U$1 dólar como acordo para encerrar o caso. Segundo o advogado de Michael, a disputa nunca se tratou de dinheiro: o músico só queria os créditos pela canção. Por isso, a cobrança de uma valor simbólico.

      Porém, é bom lembrar: caso os créditos da icônica faixa sejam direcionados a Michael, ele vai deter uma boa quantia em dinheiro nas situações futuras em que a música for usada. Mais precisamente, 2/3 dos direitos. Em 2008, Page e Plant cederam os direitos de “Stairway to Heaven” a Warner/Chappell Music a US$ 60 milhões por 10 anos. Ou seja, o músico poderia abocanhar um valor milionário caso ganhe a disputa.

      A reação de Jimmy Page e Robert Plant, então, foi pedir a suspensão do julgamento.

      Ouça aqui as duas canções e compare: você acha que se trata de um plágio?