Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Chico Buarque retira autorização do uso de sua música no ‘Roda Viva’

      25 de novembro de 2016 9:18 Por Damy Coelho

      Chico Buarque/Divulgação

      Agora é oficial: Chico Buarque retirou a autorização do uso de sua música “Roda Viva” como inspiração para a vinheta do programa de TV que leva o mesmo nome. O motivo principal foi a entrevista recente com Michel Temer, como declarou a própria assessoria do cantor assim que a entrevista foi ao ar. O programa recebeu muitas críticas depois da edição com o presidente em exercício, de pessoas que criticaram as “perguntas vazias”, “sem foco político” e o “clima de camaradagem” entre entrevistadores e entrevistado.

      “Ele tem um certo desconforto de ver a música dele em um programa que, nas últimas edições e já há algum tempo, é bastante diferente e desvirtuado do programa original, ele sente”, afirmou a assessoria de Chico Buarque ao site Jornalistas Livres.

      Como não havia nenhum contrato formal para o uso da música de Chico Buarque no program Roda Viva – apenas um trato verbal feito com obprodutor Fernando Faro, que morreu neste ano – o cantor orientou seu advogado a oficializar a retirada da música.

      A TV Cultura, por sua vez, liberou um comunicado oficial anunciando “mudanças na vinheta” do programa Roda Viva. “A TV Cultura, em comemoração aos 30 anos do Roda Viva, recentemente, reformulou todo o pacote gráfico e vinhetas do programa. Agora, dentre as ações já previstas de atualização da atração, passa a ter nova trilha sonora a partir desta segunda-feira, 28”, afirma a emissora.

      “Chico Buarque é autor da obra musical intitulada Roda Viva, composta em 1967 para a peça de teatro homônima, também de sua autoria, e que estreou no ano seguinte no Rio de Janeiro sob a direção de José Celso Martinez Correa. Em São Paulo, a montagem de Roda Viva, no Teatro Galpão, em Julho de 1968, foi encerrada com a invasão do teatro por membro do Comando de Caça aos Comunistas – CCC, a milícia paramilitar de apoio à ditadura, os quais espancaram o elenco e membros do público. Em Outubro do mesmo ano, a apresentação de Roda Viva em Porto Alegre foi impedida pela repressão do regime autoritário. Nesse contexto, a música tornou-se símbolo da luta contra o autoritarismo e a repressão”, contextualiza a notificação extrajudicial enviada pelos advogados de Chico Buarque à TV Cultura.