Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Lista: filmes de rock para quem não curte o Carnaval

      25 de fevereiro de 2017 7:50 Por Damy Coelho

      É um roqueiro convicto e odeia a folia? Ou só não é da onda das farras dos blocos de Carnaval? Não interessa qual é a sua onda, nós estamos aqui para te ajudar. Listamos alguns filmes sobre música (mais especificamente, sobre rock’n'roll) que é para você não se sentir abandonado neste feriadão.

      Deixamos pra lá os documentários (salvo um, como você pode ver a seguir) ou filmes muito “cabeçudos” ou densos. A ideia aqui é relaxar e se divertir.

      Já vá preparando a pipoca!

       

      1. Detroit Rock City (1999)

      O que acontece quando um grupo de adolescentes sem noção move o céu e o inferno para ver o show de sua banda favorita? O resultado você vê neste filme delicioso, que é uma verdadeira ode a uma das bandas de rock mais influentes do planeta, o Kiss.

       

      2. The Wonders (1996)

      A história de uma banda fictícia que almejava o sucesso nos anos 60, a era de ouro do rock. O Thw Wonders pode até não ter existido na vida real, mas sua história foi inspirada em nomes como Beach Boys e  Beatles e a música tema, “That Thing You Do”, é um hit!

       

      3. Escola de Rock (2001)

      Jack Black tem a difícil missão de dar aula de música para um grupo de crianças caretas. No final, a importância da troca de experiências é a grande lição que fica, para além do fato dos moleques arrasarem como rockstars! Um clássico leve e divertido que vale sempre ser revisto.

       

      4. Alta Fidelidade (2000)

      Um solteirão apaixonado por música gerencia uma loja de discos nos anos 90. Depois de um pé na bunda, ele reavalia seus 5 relacionamentos misturando seus amores reais com a trilha sonora de sua vida. Para quem ama vinis, listas e é apaixonado por música que nem ele – ou seja, todos nós.

       

      5. “Não Estou Lá” (2007)

      O lendário Bob Dylan inspirou vários filmes, mas nenhum tão incrível quanto “I’m Not There” (ou “Não Estou Lá”). O filme mostra as múltiplas facetas do ídolo, que foi interpretado por seis atores. Entre eles, a versátil atriz Cate Blanchett, que concorreu ao Oscar pelo papel. Richard Gere e Heath Leger também vivem os “Dylans” de várias épocas.

       

      6. Sem Dentes: Banguela Records

      Saindo da onda dos filmes gringos de ficção, escolhemos este documentário de responsa, que conta a história de algumas das principais bandas do rock nacional que despontaram nos anos 90, como Raimundos, Nação Zumbi e Planet Hemp. O que elas têm em comum?! Todas foram lançados pelo selo Banguela Records, em uma época em que o rock nacional já estava quase esquecido pelo mainstream.

      Uma verdadeira aula de história musical, que tem ainda depoimentos de figurões como João Gordo e do produtor Miranda, criador do selo ao lado de ninguém menos que os Titãs.

       

      7. Quase Famosos (2000)

      Seguindo nas linhas dos clássicos “tem que ver”, está a história de um adolescente de 15 anos que vai parar na turnê de sua banda favorita, após ser contratado como colunista da Rolling Stone. É assistir e mergulhar no mágico universo do rock nos anos 70. Belo e apaixonante do início ao fim.

       

      8. Velvet Golmine (1998)

      Passeie pela história do Glam Rock dos anos 70 neste filme totalmente ficcional, mas claramente inspirado em ídolos como David Bowie – o título do filme é inspirada na canção de mesmo nome do cantor.

       

      9. The Rock Horror Picture Show (1975)

      Um casal de namorados almofadinhas têm o pneu furado em uma tempestade, no meio do nada. Eles avistam uma mansão e resolvem pedir ajuda. Mal sabem eles o que os espera. Uma mistura de musical com filme de terror, que ainda pega como inspiração ídolos do rock, como Freddie Mercury.

       

      10. Somos Tão Jovens (2013)

      A vida do jovem Renato Russo é contada de forma leve e despretensiosa neste filme, já nascendo quase como um clássico da “Sessão da Tarde”, que mistura elementos reais e ficcionais. Vale pela leveza ao narrar a adolescência de um dos gênios da nossa música, em uma história que se mistura à formação da Legião Urbana e ao surgimento do rock de Brasília. Importante ver e aplicar naquele primo/sobrinho/afilhado que ainda não conhece o clássico do nosso rock brasileiro.