Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Fã do The Exploited é morto por neonazistas em show

      25 de fevereiro de 2017 10:07 Por Damy Coelho

      The Exploited (Foto: Reprodução)

      Um show do The Exploited em Saint Petersburg, na Rússia, terminou em tragédia na semana passada. Um fã da banda foi morto a facadas na saída do evento. Segundo informações de testemunhas, Igor Buyakov, de 27 anos, se desentendeu com um grupo de neonazistas.

      Igor pediu para que o grupo parasse de fazer o Sieg Heil e foi esfaqueado no abdômen. O jovem chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital.

      O The Exploited divulgou uma nota em seu Facebook lamentando o ocorrido e afirmando que repudia qualquer atitude nazista. A banda ainda afirma que teria expulsado os fãs do show, caso algum dos integrantes tivesse visto alguma atitude suspeita.

       

      Polêmicas


      Pouco depois da postagem, os administradores da página deletaram alguns comentários que davam versões diferentes da história, ou que confrontavam o posicionamento político da banda. Após críticas, a página passou a responder os comentários, reafirmando que não são a favor de ideias nazistas.

      Fato é que esta não é a primeira vez que o The Exploited se envolve indiretamente em acusações de nazismo. Na verdade, a banda, uma das precursoras do movimento punk nos Estados Unidos, acabou atraindo fãs de grupos neonazistas em seus primeiros anos de estrada, o que acabou gerando um preconceito contra o grupo e contra o próprio movimento punk.

      Mas isso foi em outra época, quando a ideologia do movimento ainda estava sendo formada e o posicionamento político de muitos daqueles jovens ainda não era tão sólido. Depois, a sociedade passou a entender o movimento e a dissociar o punk dos grupos que pregam ideias de culto ao ódio e ao preconceito contra minorias.

      Apesar disso, algumas atitudes lamentáveis que envolvem atitudes nazistas e violentas ainda são vistas no meio musical, em pleno século XXI.

      Vale lembrar da polêmica com Phill Anselmo (Down e ex-Pantera), que fez o gesto nazista durante um show e ainda gritou “White power” (“poder branco”). A banda tentou se explicar, mas a atitude acabou provocando um certo rechaço entre grupos de heavy metal – ainda mais porque tudo isso aconteceu durante uma jam que envolvia vários artistas, como Dave Grhol, e tinha intenções beneficentes. O evento, que era para ajudar outras pessoas, acabou sendo ofuscado pelo triste acontecimento.