Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Bob Dylan diz que Amy Winehouse foi a última artista original

      24 de março de 2017 8:43 Por Damy Coelho

       

      Bob Dylan foi entrevistado pelo escritor e jornalista Bill Flanagan em uma entrevista publicada em seu site oficial, para divulgar o novo álbum. Nela, o Nobel de Literatura revelou sua admiração pela originalidade de Amy Winehouse.

      “Ela foi a última grande personalidade que viveu por aqui”, disse Bob Dylan sobre a cantora, que morreu em 2011. Dylan ainda disse que gostou muito do último álbum lançado em vida pela cantora, o Back To Black.

      O cantor ainda revelou que anda escutando Iggy Pop (mais precisamente, o álbum Après) e surpreendeu ao dizer que gosta da banda de britpop Stereophonics.

      Bob Dylan ainda falou mais sobre o processo de composição do disco, mas também sobre como foi ter crescido durante a II Guerra, sobre suas habilidades vocais e sobre a tentativa dele e de George Harrison de gravarem com Elvis Presley. “O Elvis foi, nós que não aparecemos”.

      O cantor ainda relembrou os amigos que perdeu nos últimos anos, entre eles, Leonard Cohen,“Éramos como irmãos, vivíamos na mesma rua e todos deixaram espaços vazios onde costumavam ficar. É solitário sem eles”, afirmou.

      Para quem já está se perguntando, não, nada foi falado sobre o célebre Prêmio Nobel de Literatura, que o músico ganhou em 2016. Ganhou, aceitou e agradeceu, mas não foi na cerimônia buscar, diga-se de passagem.

      Triplicate

      O 35º álbum de estúdio de Bob Dylan é inovador por diversas vias. “Triplicate” é o primeiro álbum triplo de Bob Dylan, com 30 versões do cantor para clássicos da música dos Estados Unidos, indo de Frank Sinatra a Elvis Presley. A proposta do repertório é semelhante a do seus dois últimos álbuns (Shadows in The Night e Fallen Angels, lançados em 2015 e 2016, respectivamente).

      Dylan falou a Bill Flanagan sobre o disco (ou melhor, os três discos) que serão lançados no dia 31 de março. O músico garantiu que ali estão contidas suas memórias mais dolorosas. “Estas canções são algumas das coisas mais dolorosas já colocadas em um disco e quis fazer justiça a elas. Agora que as vivi e vivi através delas, entendo-as melhor”, analisou.

      Apesar de mexer em memórias profundas e de ser um álbum lançado por um icônico músico, no alto de seus 79 anos, Dylan não considera Triplicate saudosista. “Não é uma viagem às memórias ou anseio ou saudades dos bons velhos dias ou das boas memórias do que já não existe mais”, esclareceu.

      Confira o primeiro single de Triplicate, “I Could Have Told You”, uma versão de Dylan para Frank Sinatra.