Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Sandy: ‘sofri assédio quando tinha só 12 anos’

      10 de abril de 2017 10:07 Por Damy Coelho

      Sandy com o irmão, Junior: não precisava nem falar, mas aos 12 anos ela ainda cantava sobre Power Ranger e já sofria com os assédios da plateia (Foto: Reprodução)

      Sandy deu uma entrevista ao Portal Popline para falar sobre a campanha #Chega de Assédio, que foi impulsionada pela denúncia contra o ator José Mayer. A cantora contou que já passou várias vezes por esse tipo de situação, até mesmo quando era criança.

      Maiara e Maraisa “dedicam” música para José Mayer

      A cantora preferiu não dar detalhes sobre situações específicas de assédio. Mas citou situações mais genéricas:

      “Nunca foi nada muito grave de alguém chegar pegando, encostando, sei lá, mas já me senti assediada até no palco por gente que grita coisas enquanto você está se apresentando. Pessoas bêbadas e tudo mais. Principalmente quando eu fazia festas muito grandes, tipo festa do peão e feiras agropecuárias. Eram sempre lugares muito cheios e eu ainda muito nova, com 12, 13 anos, já ficava escutando tudo quanto é coisa que eles gritavam. Ainda muito nova mesmo”, afirmou.

      A cantora ainda disse que se considera uma feminista (“Ideologicamente, sim. Nunca fui ativista de nada, na real, mas eu me considero feminista com certeza. Apoio vários movimentos”) e que se preocupa em dar uma criação para o filho (Theo, de 2 anos) que respeite as mulheres e os direitos iguais.

      Sandy é diva mesmo, né?