Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      #diadosertanejo: Relembre matchs do sertanejão com outros estilos

      3 de maio de 2017 10:48 Por Damy Coelho e Gustavo Morais

      Luciano e Zezé Di Camargo bem roqueirinhos

      A música sertaneja surgiu por volta de 1929, quando o escritor e jornalista Cornélio Pires começou a gravar discos de vinil com ‘causos’ e cantos tradicionais do interior paulista.

      De lá pra cá, o estilo foi se adequando, modernizando e até se reinventando. Pensando nessa metamorfose ambulante que sempre foi o sertanejão, nós listamos 3 dos muitos momentos em que o estilo claramente flerta com outras praias musicais.

      Mas que beleza de farofa!

      A partir da década de 1980, o sertanejo adotou os mirabolantes solos de guitarra da turma do hair metal.

      Muitas duplas gravaram músicas que poderiam figurar em discos de bandas como Bon Jovi, Skid Row ou Poison. Para representar esta fusão, escolhemos A Ferro e Fogo, de Zezé Di Camargo e Luciano. Tente ouvir a partir de 1’35’’ e não tocar air guitar!

      Para alegria de uns e tristezas de outros, a guitarra veio para ficar e é bastante comum entre os sertanejos. Mateus, da dupla com Jorge, e Hudson, da dupla com Edson, por exemplo, são vidrados nesse tal de rock and roll!

      Boyband feelings

      Em uma curta fase, Leonardo lançou dois trabalhos mergulhados no pop.

      Pouco inspirado, o ícone do sertanejo apresentou aos fãs músicas que ficariam melhores registradas em obras de uma boyband. O grande hit desse momento inusitado da carreira de Leonardo é a grudenta Te Amo Demais, que você pode relembrar abaixo:

      Pro baile fechar com o rodeio!

      Nesta segunda década do século XXI, o topo das paradas de sucesso é acirradamente disputado entre sertanejo e funk.

      Mas como a música foi feita para unir e não para separar, a inevitável conexão entre os dois estilos aconteceu e caiu no gosto da galera. Uma das músicas mais emblemáticas da mistura do batidão com sanfona e violão é Suíte 14, que marca a dobradinha Henrique e Diego + MC Guimê.

      Tem também o já clássico encontro de Lucas Lucco com o Mc Bin Laden.

      Lucco já enveredou para o pop faz tempo, mas suas raízes continuam associadas à música sertaneja. De olho no hit bombado do MC Bin Laden, o cantor provou que a mistura de pop, sertanejo, funk e arrocha tá tranquila, tá favorável!

      Se você colocar uma playlist sertaneja para rolar, ouvir as estações de rádio mais populares ou até mesmo ir pra balada, certamente vai cair na dança com algum hit funknejo!