Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Ariana Grande se manifesta sobre atentado em seu show: ‘devastada’

      23 de maio de 2017 7:39 Por Damy Coelho

      Um show de Ariana Grande no Reino Unido atraiu milhares de fãs para o Manchester Arena na noite desta segunda (22). Milhares de adolescentes e crianças. Após o show da cantora (por volta das 22h30) quando o público começava a deixar o local, uma bomba caseira explodiu, deixando 22 mortos e dezenas de feridos –  inclusive crianças.

      A cena que mostra as crianças e adolescentes apavorados – e ainda segurando os balões do show – é de partir o coração. =(


      Fonte: TMZ

      A polícia local está investigando o caso como um atentado terrorista. Fontes de inteligência dos Estados Unidos disseram à rede CNN que investigadores identificaram um homem no local como um provável suicida.

      Mais tarde, Ariana Grande se manifestou nas redes sociais. “Despedaçada. Do fundo do meu coração, eu sinto muito. Estou sem palavras”, tuitou a cantora.

      Segundo o TMZ, Ariana Grande decidiu suspender sua tour mundial por tempo indeterminado – o show de Londres, previsto para acontecer ainda nesta semana, estaria cancelado. As próximas apresentações, que ocorreriam na Bélgica, Polônia, Alemanha e Suíça ficaram em espera.

      Outros artistas se manifestaram sobre o atentado.

      Ídolos pop como Camila Cabello, Fifth Harmony, Harry Styles, Taylor Swift, Hayley Williams (Paramore) e vários outros artistas prestaram solidariedade a Manchester.

      Lorde comentou: “todo músico se sente mal e culpado em uma noite como essas – os shows deveriam ser seguros para vocês. É um pesadelo terrível, sem dúvidas. Mandando amor para as vítimas e para Ari”.

      Esta não é a primeira vez em que um atentado terrorista tem como alvo um show – mas o que mais choca, neste caso, é a quantidade de crianças que estavam no local escolhido para o ataque.

      Em 2015, terroristas entraram atirando no tradicional Bataclan, em Paris, durante um show da banda Eagles Of Death Metal (de Josh Homme, vocalista do Queens Of The Stone Age). O ataque fez mais de 180 vítimas fatais.