Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Cidade da Nova Zelândia é evacuada após polícia confundir K7 com bomba

      23 de junho de 2017 10:15 Por Damy Coelho

      Sabem como é, às vezes uma banda independente precisa se virar com criatividade para divulgar o seu som. O Arctic Monkeys, por exemplo, antes de ser essa mega banda de estádio, distribuía cópias de suas músicas demo gratuitamente nos shows.

      Pois bem, uma banda da Nova Zelândia resolveu bancar a criatividade e apostou nas boas e velhas fitinhas k7 para divulgar o seu som. A banda de noise-rock/drone LSD Fundraiser espalhou uma série de fitas em locais estratégicos da cidade de Dunedin, com um trecho de uma das suas músicas.

      O problema é que a estratégia de divulgação – ao contrário do Arctic Monkeys – deu super errado. A polícia local mandou evacuar toda a parte central da cidade ao encontrar uma das fitas colada em uma casa de strip, na esta (16). As autoridades pensaram que a fitinha fosse uma bomba fruto de um atentado terrorista.

      O mal entendido se deu justamente pelo trecho da música escolhido pela banda para colocar na fita, que dizia o seguinte:

      “Quando não há nada a ser perdido
      Eu vou explodir o seu carro
      Eu vou hackear seu computador
      Eu vou vazar segredos de estado
      Eu vou fazer buracos nas janelas de seu escritório
      Eu vou colocar seus prédios no chão
      Eu vou acabar com você”

      Complicado, né?

      A polícia local chegou até a mandar um esquadrão anti-bomba no local, acompanhado de helicóptero (!). A equipe fez uma “explosão controlada” para destruir o objeto – que era só uma inofensiva fitinha caseira.

      Mais tarde, um homem alegou ser membro da banda e que tudo não passava de uma estratégia de divulgação, assumindo a autoria do “caso”. A polícia pode confirmar que a pessoa que assumiu a responsabilidade do ato é membro de uma banda de Dunedin e o item deixado no local pertence à banda”, disse o detetive da cidade. Ele ainda garantiu que a polícia não vai mais comentar o caso até que se concluam as investigações.

      Pelo Bandcamp, a banda explicava a estratégia de divulgação: “gravamos um número limitado de fitas e vamos espalhá-las em paredes próximas de você.

      Você pode ouvir abaixo a música que meteu medo até no esquadrão anti-bombas: