Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Dead Fish publica nota de esclarecimento após denúncias

      22 de agosto de 2017 14:35 Por Damy Coelho

      Dead Fish (Foto: Divulgação)

      Após explodir o escândalo de machismo que levaria a banda Apanhador Só a suspender as atividades, várias outras denúncias contra bandas do meio independente vieram à tona, e todas elas expunham atitudes machistas dos integrantes.

      Uma das bandas denunciadas foi o Dead Fish. A popularidade da banda fez com que eles entrassem nos Treding Topics nacionais do Twitter nesta semana por conta da denúncia. Após toda a repercussão, o vocalista Rodrigo Lima publicou uma nota para, segundo o próprio, “fazer o que mais detesto na vida: me explicar”.

      A denúncia, na verdade, remete a uma declaração que o vocalista da banda deu em 2015. Quando Rodrigo foi explicar melhor a faixa Lupita, do álbum Vitória, sua fala foi interpretada como racista, e o vocalista foi acusado de hiperssexualizar a mulher negra.

      No texto da época, Rodrigo Lima diz o seguinte sobre Lupita:

      Eu tenho um amigo que passou por uma história de amor daquelas e essa música é sobre isso. Ele me narrou dia após dia tudo que viveu com uma mulher, uma linda mulher preta super forte.(…) Chegamos a conversar em dividi-la entre nós dois, ele a tinha fisicamente, e eu sempre só observaria, como esses amores românticos da novela das oito, como um triangulo amoroso mesmo, só que em moldes diferentes. Complicado de explicar… Ela nunca soube disso, mas participou todo o tempo. O problema é que meu amigo não estava no auge de suas faculdades físicas, tinha uns problemas de saúde, não se pode brincar com o apetite sexual de uma mulher negra, elas são pragmáticas e não perdem tempo com desculpas (…).

      No fim do texto, Rodrigo afirmou que a mulher trocou o amigo por “outro homem preto, lhe servia, em todos os aspectos, sem precedentes, sem medos, sem brochadas, mais de três por noite.”

      Nesta semana, o vocalista usou de outras palavras para justificar o caso:

      Não sou misógino, não sou um abusador, trabalho pra destruir (veja bem, não desconstruir) meu machismo diariamente com minhas meninas em casa e tendo em mente as duas mulheres que me criaram, e acima de tudo não sou racista! Tenho um homem negro trabalhando do meu lado direito desde 96 e sei que minha banda nunca foi nem nunca será uma banda racista, muito ao contrário sempre lutamos contra isso. Me insulta profundamente ter trabalhado tantos anos num cenário pra ter que ouvir um lixo desses escrito por alguém que provavelmente sempre nos evitou por n motivos.

      Veja a nota completa:

      Mas, para muitas mulheres que acompanhavam a banda, a nota não basta pois não esclarece as denúncias de traição e de agressão à ex-namorada da parte de Rodrigo.

      Enquanto dribla as acusações, o Dead Fish está na estrada para divulgar o novo DVD, XXV.