Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Produtora do funk Um Tapinha Não Dói é multada por banalizar violência

      31 de março de 2008 10:20 Por Cifra Club

      A empresa Furacão 2000 Produções Artísticas Ltda foi condenada pela Justiça Federal a pagar R$ 500 mil de indenização pelo hit Um Tapinha Não Dói.

      Ajuizada pelo Ministério Público, a ação concluiu que a letra da música banalizava a violência contra a mulher e ainda propagava uma visão preconceituosa e rotulada sobre a conduta sexual feminina.

      O juiz Adriano Vitalino dos Santos, da 7ª Vara Cível Federal, defende que o tapa não é banal e inofensivo como diz a música, e que "causa dor física na vítima, além do abalo psíquico decorrente da humilhação que o gesto em si constitui", segundo o jornal A Tarde.

      MC Naldinho, intérprete e autor da música diz que o contexto da música é outro. Ele explicou que escreveu a música quando deu um "tapinha corretivo" em sua filha, Karolyne, de dez anos. Após o tapinha, ela teria respondido que "um tapinha não dói". Já Rômulo Costa, dono da Furacão, além de afirmar que não tem condições para pagar a multa, chama a situação de "censura". "Acho injusto. Isso é cercear a nossa liberdade, não poder colocar as pessoas para cantar. É um precedente muito sério", completou o empreendedor.

      Comente à vontade, mas pegue leve com os palavrões e/ou ofensas senão seu comentário pode ser editado ou deletado. =)