Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Bohemian Rhapsody salvou o Queen, como conta Brian May

      27 de novembro de 2017 9:01 Por Damy Coelho

      Brian May deu uma entrevista ao site Team Rock sobre A Night At The Opera, um dos álbuns mais icônicos do Queen. O músico comentou que o disco praticamente salvou a carreira da banda, assim como seu primeiro single, Bohemian Rhapsody:

      Estávamos em crise. Fazíamos sucesso, mas estávamos em uma situação de gerenciamento em que não parecia haver luz no fim do túnel. Não estávamos recebendo nossos royalties e, embora dinheiro não seja tudo, não é bom sentir que você está em uma espécie de trabalho escravo

      Segundo May, as coisas começaram a mudar quando John Reid foi chamado para ser o novo empresário do Queen. Ele incentivou os integrantes a darem o seu melhor para fazer um álbum que fosse bem-sucedido. E esse “empurrãozinho” foi fundamental:

      John disse que cuidaria dos nossos negócios e que nós deveríamos ir embora para fazer o nosso melhor álbum. Mas havia a sensação de que, se não fizesse sucesso, estaríamos no vermelho para sempre. Então, tivemos a sorte de fazer o disco de nossas vidas. E realmente acho isso

      Ainda segundo o músico, muito desse sucesso foi mérito da escolha da primeira música de trabalho, Bohemian Rhapsody. “Sempre houve uma grande discussão sobre qual seria o primeiro single dos discos do Queen. Ser ou não um sucesso acaba por afetar a percepção e as vendas do álbum, além de interferir no faturamento da banda pelos próximos dois anos”, explicou.

      Sempre soubemos que Bohemian Rhapsody seria arriscada: poderia ser muito bem recebida ou dispensada de imediato, por ser complexa e longa. Kenny (Everett, apresentador de rádio da época) topou tocá-la, assim como outros, e tornou-se uma favorita

      De fato, a música era complexa: raramente se viu uma música sem refrão atingir tanto sucesso comercial, para além de toda a influência da música erudita. O sucesso veio com a música rapidamente atingindo o primeiro lugar das mais tocadas em vários países – e levou o álbum A Night At The Opera a ser um dos mais vendidos em 1975.

      LEIA MAIS:


      + Freddie Mercury vira pesquisa científica por causa de sua voz única