Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Sem nada a temer, Pabllo Vittar mira público adolescente em 2018

      15 de janeiro de 2018 14:28 Por Gustavo Morais

      Pabllo Vittar enxerga a necessidade de fazer shows para público jovem (Foto: Divulgação)

      Assim como Anitta, que criou uma versão de seu show para o público infantojuvenil, o Bailinho das Poderosinhas, Pabllo Vittar também quer se aproximar da galera mais jovem. Segundo o empresário de Vittar, Yan Hayashi, em conversa com a rádio BBC Brasil, o show para o público adolescente já está sendo formatado.

       A Pabllo tem um público adolescente grande, tem até crianças, que acompanham ela e não podem ir ao show. É um público sedento, engajado e que forma a base de fãs. Serão poucos shows e não ficaremos no eixo Rio-SP, queremos fazer em várias regiões do Brasil. A ideia é fazer um show diferente, especial, com novo cenário, novas danças. E faremos essa turnê ao mesmo tempo em que ela estiver com a do disco novo

      Os shows vão rolar à tarde ou no máximo com término às 20h, para atender às demandas da classificação indicativa para menores de idade. Segundo Hayashi, as músicas não serão editadas, pois  não há letras inapropriadas para esse público.

      Não é segredo para ninguém que a artista constantemente é vítima de alguns ataques, principalmente nas redes sociais. Quando questionado sobre as possíveis represálias acerca do novo projeto, o empresário deixou claro que Pabllo Vittar nada tem a temer.

      Não temos medo de ataques. Nessa sociedade em que vivemos não tem como fugir disso. O conservadorismo está crescendo e as pessoas com as redes sociais acabam ampliando essa voz, esse discurso conservador. Mas antes de tudo a Pabllo e nós pensamos muito nos fãs. Tem garotos que estão crescendo e começando a entender a identidade de gênero e se espelham na Pabllo. Então, a mensagem que queremos passar para eles é: podemos ser o que quisermos

      A turnê voltada para o público adolescente deve começar no segundo semestre de 2018.