Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Bella Ciao, Ti Amo e as melhores músicas da trilha de La Casa de Papel

      6 de abril de 2020 11:38 Por Gustavo Morais

      A série La Casa de Papel conta a saga de um grupo de ladrões envolvidos em dois assaltos nos corações financeiros do povo espanhol. Nas 1ª e 2ª temporadas, a quadrilha “faz a limpa” na Casa da Moeda, já nas 3ª e 4ª partes da história, o crime acontece no Banco da Espanha. Com um roteiro milimetricamente preparado, um excelente elenco e um enredo impactante, a série  é uma das melhores produções audiovisuais de língua não inglesa.

      Os bandidos da série La Casa de Papel, sucesso da TV espanhola, posam em frente a Casa da Moeda

      La Casa de Papel é uma das séries mais vistas da atualidade (Reprodução/Internet)

      Já que falei sobre questões técnicas no parágrafo anterior, há um outro aspecto que também faz La Casa de Papel mitar! Sim, amigo leitor: estou falando da trilha sonora! As músicas que rolam na série foram realmente escolhidas a dedo. Só para citar algumas faixas, a trilha tem músicas de Franz SchubertLudwig Van Beethoven, entre outros!

      No texto de hoje, vamos conversar sobre os melhores momentos musicais de trilha desta série que é sucesso mundo afora. Bora lá?

      My Life Is Going On

      A cantora espanhola Cecilia Krull é a voz responsável por My Life Is Going On, o tema musical que a gente ouve na abertura de La Casa de Papel. Nascida em uma família musical, Cecilia é uma figura bastante conhecida na Espanha. Além de atuar em produções da Disney, ela também já fez dublagens e até comandou um programa de TV.

      My Life Is Going On foi composta por Manel Santisteban, que também assina faixas para a série Vis a Vis, El Accidente, entre outras.

      Bella Ciao

      Bella Ciao é uma das canções que mais emblemáticas da série. A música surge em cena no meio de um flashback vivenciado pelos personagens Professor (Álvaro Morte) e Berlim (Pedro Alonso), conforme você pode conferir/relembrar abaixo.

      Para o público brasileiro, em razão das edições propostas pela Netflix, a música aparece no último episódio da primeira temporada. Por sua vez, o povo da gringa viu a faixa brilhantar o episódio que fecha a segunda temporada.

      Aprenda a tocar Bella Ciao! São apenas quatro acordes!

      Qual é o significado da música Bella Ciao?

      Bella Ciao se tornou símbolo da resistência italiana durante a Segunda Guerra Mundial. A música também embalou protestos de partidos de esquerda ao redor do mundo, incluindo manifestações pró-democracia em Hong Kong, em 2014. A canção também foi trilha da campanha eleitoral dos partidos de extrema esquerda da Grécia.

      Resistência italiana protesta contra os avanços da facismo, durante a II Guerra Mundial

      Bella Ciao é um hino da resistência italiana (Reprodução/ET Online)

      A origem da canção é imprecisa. Alguns historiadores, no entanto, sustentam a tese de que Bella Ciao teria sido inspirada em uma cântico entoado por camponeses, em geral provenientes da Emilia Romagna, no início do século XX. Para outros especialistas, segundo o site da Agência Italiana de Notícias, a faixa é “um conjunto de influências de músicas populares do norte da Itália”.

      Independente de suas origens, a canção já é bem popular e já foi regravada por vários artistas italianos, russos, bósnios, croatas, sérvios, húngaros, ingleses, espanhóis, alemães, turcos, japoneses, chineses e curdos. Confira 7 versões inusitadas para a música Bella Ciao.

      Ti Amo

      Supostamente [nada é verdade, até que se prove o contrário, e vice versa] morto na 3ª temporada, o carismático Berlim usa do flash back para marcar presença na 4ª parte da série. Em vários momentos, por exemplo, a gente pode conferir cenas do casamento do fascinante personagem com a misteriosa Tatiana.

      Lá pelas tantas, e acompanhado por um coral de monges, Berlim pede a palavra e solta a voz! Em cena, ele canta a música Ti Amo, do cantor italiano Umberto Tozzi. Lançada em 1977, essa faixa faz parte do disco È nell’aria…ti amo.

      Com mais de 80 milhões de discos vendidos, Tozzi é um dos artistas italianos mais famosos ao redor do mundo. Do lado de cá da Linha do Equador, no entanto, nosso maior contato com o trabalho dele se resume na música Eva, cuja versão em português todos nós cantamos junto com as bandas Eva e Rádio Taxi.

      La Deriva

      No final da 3ª temporada, depois de mover céus, mares, terras e infernos pelo boy, Tóquio (Úrsula Corberó) ganhou um baita dum pé na bunda. Sem amanciar as palavras, Rio (Miguel Herrán) informou à ladra que ela já era mais o “mozão” dele. E como foi que reagiu ao toco? Simples: bebedeira e sofrência!

      Se a série fosse brasileira, o fora ganhou certamente seria emoldurado por algum hit da Marília Mendonça. Mas como o rolê é toda lá na gringa, Tóquio embalou a bad com a faixa La Deriva, hit da banda de pop rock Vetusta Morla.

      Who Can It Be Now? e La Guantanamera

      Que o Professor é um exemplo de liderança e estrategista, todo mundo já sabe. Quando o assunto é dança, no entanto, a mente intelectual do bando é um perfeito desastre. A seguir, você confere duas das vergonhas que o gênio do crime passou quando tentou dançar.

      Who Can It Be Now?

      Idealizador do roubo ao Banco da Espanha, o personagem Palermo (Rodrigo de La Serna) é um caldeirão de emoções. Esse argentino é capaz de ter rompantes de raiva com a mesma intensidade que vivencia momentos de ternura.

      Na 3ª temporada, Professor e Palermo tiveram um encontro decisivo. Apesar da tensão da reunião, o “hermano” da gangue coloca Who Can It Be Now?, do Men At Work, pra rolar e tira o novo patrão pra dança. A cena evidencia a falta de ginga do líder da corriola.

      La Guantanamera

      Também na 3ª parte de La Casa de Papel, os irmãos da quadrilha voltaram a protagonizar um excelente momento musical. Enquanto falava sobre como gostaria de morrer, Berlim fez uma inesquecível performance de La Guantanamera, um clássico da guajira – gênero musical muito popular nos campos de Cuba, e chamou o Professor para dançar. A performance deixou claro que a dança não faz parte do DNA da família.

      A origem de La Guantanamera é desconhecida. No entanto, sabe-se que o trovador havaneiro Joseíto Fernández foi o primeiro cantador de guajiras que disseminou a música na ilha. A performance rolou num programa de rádio da década de 40. De lá pra cá, incontáveis regravações surgiram e a música virou peça do folclore latino.

      Curte conhecer significados de músicas? Então confira também esses posts: