Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Músicas cantadas por mulheres são segredo do sucesso, indica pesquisa

      2 de agosto de 2018 8:32 Por Gustavo Morais

      Bey é a “dona da bola” (Foto/Internet)

      O sucesso impagável de músicas como “Single Ladies”, da Beyoncé; e “Shake It Off”, da Taylor Swift, “We Can’t Stop”, da Miley Cyrus; e “Call Me Maybe”, da Carly Rae Jepsen, não é uma questão de jabá. Se você ainda não entende as razões pelas quais essas e outras canções emblemáticas do pop dominaram as paradas de sucesso, um estudo recente da Universidade Califórnia Irvine (UCI) tem a resposta para você.

      Orientados por Natalia Komarova, mestra em matemática e biologia evolutiva, os pesquisadores da UCI analisaram mais de 500 mil músicas que frequentaram o topo das paradas britânicas entre 1985 e 2015. Segundo Komarova, os grandes hits possuem as seguintes características:

      1. São mais felizes que as músicas comuns.
      2. Têm um timbre mais brilhante do que a média das canções.
      3. São menos tristes do que as músicas comuns.
      4. São mais festivas do que as canções comuns.
      5. São menos relaxadas que as faixas comuns.
      6. São mais dançantes do que músicas comuns.

      A equipe analisou as faixas por meio de dois vieses. No primeiro momento, os pesquisadores levaram em conta as características acústicas e instrumentais. Na sequência, entrou em cena a variável de “superstar”, isto é, se o artista que lançou a faixa já era famoso. Segundo o estudo, esses fatores são mais determinantes do que, por exemplo, quanto foi gasto com marketing ou por qual gravadora a faixa foi lançada. De acordo com Komarova, a pesquisa é uma prova de que “a música realmente é o que importa”.

      Músicas de Taylor Swift frequentam as paradas de sucesso ao longo da última década (Foto/Internet)

      Quando focou nos hits da última década, a pesquisa descobriu, com 85% de precisão, que músicas animadas e cantadas por mulheres já famosas são quase certeza de sucesso.

      1. Nos últimos anos, músicas cantadas por mulheres são vistas com mais frequência no topo das paradas. Isto é particularmente interessante, dado um grande debate sobre o papel das mulheres na indústria da música, especialmente no que tange questões de desigualdade de gênero, estereótipos e a sexualização de cantoras.
      2. Nos últimos anos, canções de sucesso têm sido menos agressivas do que as músicas comuns, sugerindo talvez uma reversão parcial das tendências descritas.

      O resultado é válido principalmente para o mercado inglês, visto que o objeto de estudo são canções que frequentaram o topo das paradas britânicas.