Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Com direito a guitarra de 4 cordas, Fender apresenta nova série

      29 de janeiro de 2019 9:38 Por Gustavo Morais


      A Fender acabou de anunciar a “Alternate Reality”, mais uma interessante série de guitarras. Disponíveis em edição limitada, os modelos da nova linha são cinco e se destacam pelo quesito inovação. Pra começar, a fabricante coloca no mercado a “Tenor Tele”, uma guitar de quatro cordas. Outra grande tacada da gigante das cordas é o resgate da “Electric XII”, uma guitarra de 12 cordas.

      Confira, abaixo, um breve resumo de cada um dos modelos que irão estrear ao longo deste ano

      1. “Sixty-Six” – Parece, mas não é

      Por mais que pareça ser outra variação de uma Stratocaster, a Sixty-Six é um modelo singular. O instrumento incorpora o formato Jazz Bass, ainda que num tamanho mais compacto, para servir de corpo de guitarra.

      O sistema de captação inclui um humbucker Player Series e dois captadores single-coil Player Series Tele. Por sua vez, o corpo é em ash e possui potenciômetros em estilo Jazz Bass e vibrato.

      2. “Electric XII” – Será que agora vira?

      Trata-se de um modelo originalmente lançado em 1965, aproveitando a explosão do folk rock dos Byrds. No entanto, a produção destas guitarras de 12 cordas cessou em 1969, devido ao fracasso de vendas.

      A nova versão da Eletric XII reproduz a configuração de captadores de duplo split-coil, com comutador de três posições. Esta reedição é praticamente uma réplica do modelo que também foi usada por Jimmy Page, em faixas como “Beck’s Bolero”, embora o guitarrista do Led tenha imortalizado a double-neck da Gibson.

      3. “Tenor Tele” – É “diferentão” que fala, né?

      Com quatro cordas, a “Tenor Tele” é o modelo mais fora da curva da “Alternate Reality”. A não ser que você se inspire em Max Cavalera, esta guitarra pode acabar sendo mais um instrumento curioso do que útil.

      A captação é Tele Custom, porém, com captadores adaptados para as quatro cordas da guitarra. O braço “diferentão” possui uma escala de 22.75″, com um raio de 9.5″.

      4. “Powercast” – De olho no mercado

      Ciente da crescente demanda pelos captadores P-90, a Fender propõe este cruzamento de humbucker, um “Atomic”, com os icônicos e single-coil. A “Powercast” é uma guitarra que traz a conexão entre o vintage e o futuro.

      O braço é em roasted maple e o corpo offset é em alder. A ponte hardtail e um comutador “simplérrimo” dão estilo, usabilidade e sentimento de nostalgia à guitarra.

      5. “Meteroa HH” – Pra acertar as contas

      É um modelo pouco compreendido da Parallel Universe Collection, a série de “guitarras Frankenstein”, que a Fender lançou em 2018. A  volta neste ano com uma configuração de duplo humbucker – o primeiro modelo tinha uma combinação de single-coils Tele.

      O sistema de controles é bastante incomum, usando os potenciômetros de Tone para coil-splitting (através de sistema push-pull), além do switch que permite alternar o potenciômetro de volume entre os captadores.

      A série “Alternate Reality” ainda não está no mercado. Porém, a Fender acaba de demonstrar que pretende viver outro ano longe de qualquer sinal de crise.