Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      “Rapidíssimas”: Ringo no Woodstock, Linkin Park com novo vocal e mais

      22 de fevereiro de 2019 8:45 Por Gustavo Morais

      Chester Bennington e Mike Shinoda, durante algum show do Linkin Park

      Shinoda não enxerga a banda sem o velho amigo Chester (Foto/Divulgação)

      Sextou, amigo leitor! Sendo assim, depois de curtir videoaulas e fazer muito som com a turma do Cifra Club, chegou a hora de colar aqui na coluna “Rapidíssimas” e conferir as notícias mais tops que rolaram durante a semana. Vamos lá?

      Linkin Park com novo vocalista?

      Em conversa recente com a rádio alemã “Rock Antenne”Mike Shinoda falou um pouco sobre a situação do Linkin Park. Segundo ele, a relação com os demais integrantes da banda continua amistosa. Porém, quando questionado sobre as chances do LP voltar com um novo vocalista, Shinoda optou por agir com moderação.

      Não é meu objetivo nesse momento. Tem que acontecer de forma natural. Se encontrarmos um cara bacana, que se encaixe tanto em questão de personalidade quanto de estilo, aí então ‘pode’ ser que a gente faça algo. Não quero de jeito nenhum sentir que estamos substituindo Chester, disse.

      A última aparição do Linkin Park como banda foi no show em tributo ao vocalista Chester Bennington, em outubro de 2017.

      Um dueto com Edu Falaschi

      O músico Edu Falaschi anunciou, via redes sociais, um concurso que vai selecionar fãs para cantar com ele nos shows da “Temple Of Shadows In Concert Tour”. O ex-vocal do Angra revelou que escolherá dois felizardos [um homem e uma mulher] em cada cidade onde a turnê passará, para interpretarem as músicas “Winds Of Destination” [o homem] e “No Pain For The Dead” [mulher].

      Confiram a postagem do vocalista, na íntegra:

      Na nova turnê, o artista apresentará o clássico disco “Temple Of Shadows”, lançado em 2005 quando ele fazia parte do Angra, na íntegra, acompanhado de uma orquestra sinfônica. Edu vai pra estrada com a mesma banda que o acompanhou na “Rebirth Of Shadows Tour”, que conta com os também ex-Angra Aquiles Priester (bateria) e Fábio Laguna (teclado).

      “Porsche” em forma de música

      Uma das provas mais prestigiados entre os amantes da velocidade é a “24 horas de Le Mans”, que rola na França, um vez por ano. A última vez um carro da “Porsche” venceu a disputa foi em 2017. Já que não vai mais participar do circuito, a fabricante decidiu transformar os pneus utilizados pelo “919 Hybrid”, vitorioso há dois anos, em discos de vinil.

      LP conta parte da história da “Porsche” (Foto/Divulgação)

      No “Lado A”, 24 minutos contam a história sobre as vitórias da montadora em “Le Mans”. No “Lado B”, o LP apresenta uma superfície que não toca nas vitrolas e lembra o asfalto das corridas. Com tiragem limitada em 200 unidades, esses álbuns já são verdadeiras relíquias do esporte. Dessas duzentas cópias, apenas 24 estarão disponíveis para o público e serão leiloadas, com o dinheiro arrecadado indo diretamente para uma instituição de caridade que apoia crianças com deficiência.

      Boa nova do “deus dourado do rock”

      Ao que tudo indica, Robert Plant enxerga o Led Zeppelin apenas pelo retrovisor da vida e na conta bancária. Mesmo que não precise provar mais nada, o vocalista entrou em 2019 com um novo projeto musical. Trata-se do Saving Grace, um grupo, que aposta numa sonoridade de blues com influências orientais. Além de Plant, a banda é formada por Suzy Dian (vocais), Tony Kelsey (guitarra/bandolim), Matt Worley (banjo/guitarra) e Oli Jefferson (percussão).

      Robert Plant se apresenta com sua nova banda, Saving Grace, em teatro britânico

      Saving Grace é o novo céu do “deus dourado do rock” (Foto/Divulgação)

      A primeira apresentação do Saving Grace rolou de surpresa, no final de janeiro, no “Sparc Theatre de Bishops Castle”, no Reino Unido, e foi revelada em um post no Facebook do teatro. Na sequência, vários vídeos começaram a circular no YouTube. Conforme você pode conferir a seguir, o “deus dourado do rock” ainda tem muita lenha para queimar!

      Ringo Starr paga dívida dos Beatles

      Os Beatles ficaram de fora da primeira edição do Woodstock, em 1969. Cinco décadas depois, no entanto, um pouquinho da dívida do quarteto de Liverpool com o legado do festival será paga. Nesta semana, a organização anunciou que Ringo Starr está entre os artistas que subirão ao palco da edição de aniversário de 50 anos do evento.

      Ringo resolve parte da treta dos Beatles com Woodstock (Divulgação)

      Woodstock 50 vai rolar de 15 de agosto a 18 de agosto. Escudado pela sua All Starr Band, Ringo vai se apresentar no dia 16, mesma data em que a Edgar Winter Band vai tocar. Por suas vezes, Santana e Doobie Brothers estão escalados para o dia seguinte.

      Até a próxima sexta, amigo leitor! Cola aqui com a gente e fique por dentro dos principais rolês que agitam o universo musical.