Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Você sabe qual é o nome do Hungria Hip Hop? Veja a ficha completa dele

      19 de março de 2019 13:09 Por Gustavo Morais

      <a class=

      Hungria Hip Hop é um ícone da música brasileira popular (Foto/Divulgação)

      Há mais de três décadas, nomes como Sampa Crew, Racionais MC’s e Thaíde & DJ Hum começaram a mostrar ao mundo que o povo brasileiro também tem a cultura hip hop nas veias. Desde que as rimas dessa galera ganharam as pistas de dança e paradas de sucesso, muitas coisas aconteceram na cena.

      Porém, uma coisa é inegável: nesta segunda década do século XXI, o rap nacional continua causando muito impacto. Um dos responsáveis por manter a chama do rap brasileiro bem viva, atende pelo nome Hungria Hip Hop. Campeão de audiência por onde quer que passe, esse artista é uma realidade incontestável.

      Hungria Hip Hop sabe como pilotar uma plateia

      Com destreza de Ayton Senna, Hungria Hip Hop pilota a plateia (Foto/Divulgação)

      Além de cativar um público fiel, que só faz crescer a cada dia, o rapper transita entre outros estilos musicais e tem o respeito dos mais variados astros da música brasileira popular. Mas, afinal, quem é Hungria Hip Hop? Levantamos a ficha dele pra você! Mas antes de começar a leitura, recomendamos que acesse o Palco MP3 do Hungria e deixe o som dele ser a sua trilha sonora.

      A seguir, você vai conhecer um pouco mais sobre um dos artistas mais espetaculares do nosso tempo. Vamos lá?

      O começo da caminhada

      Nascido em Brasília (DF), no dia 26 de Maio de 1991, Gustavo Hungria das Neves começou a compor aos 8 anos de idade. No entanto, a caminhada começou pra valer quando aos 14 anos ele lançou a música “Hoje tá Embaçado”.

      Hungria Hip Hop começou bem cedo a carreira

      Ainda jovem, Hungria já sonhava em conquistar seu espaço (Foto/Divulgação)

      Seguindo a influência de seu irmão Leandro e do produtor musical Kruel, que também é vocalista do Bonde TesãoGustavo decidiu transformar seu sobrenome em nome artístico.

      Pequenas curiosidades:

      1. Hungria torce pro Flamengo
      2. Cursou até o 4º semestre de Administração de Empresas
      3. Nunca teve um emprego fixo, só fez estágio
      4. Ele também atende pelo nome “O Brabo”

      Lá no começo de sua caminhada, Hungria fez parte um grupo chamado Sond’Play. O trabalho desenvolvido em parceria com o rapper Chacall e o DJ Mixer, sem sombra de dúvidas, foi importante para que o artista ganhasse experiência de palco e moldasse a carreira.

      Son d'Play, uma experiência marcante na carreira de Hungria

      Hungria e Chacall nos tempos de Sond’Play (Foto/Divulgação)

      Quem também faz parte dos primórdios da história d’O Brabo é a cantora Marília Mendonça. Bem antes de serem estrelas internacionais da música, ambos já trocavam figurinhas musicais nos rolês da vida.

      Visionário, independente e “rap dos sonhos”

      Sempre conduzindo a carreira de forma independente, Hungria é um dos artistas mais visionários da novíssima música brasileira. Com 15 anos de estrada, ele é um dos responsáveis por colocar Brasília – cidade conhecida por ser um dos maiores celeiros do rock nacional – no mapa do rap.

      Hungria ajudou a colocar Brasília no mapa do rap nacional

      O Brabo fez de Brasília a capital do rap (Foto/Divulgação)

      Apesar de respeitar e reverenciar o rap de protesto, O Brabo adota um estilo de composição inovador. Suas rimas são, no geral, sobre a vida cotidiana dos jovens. Logo, no repertório dele não falta músicas sobre baladas, dinheiro, romances, sonhos, dificuldades, etc. Durante participação no programa “Encontro Com Fátima Bernardes”, da TV Globo, Hungria definiu o seu som como “rap dos sonhos”.

      Eu não costumo taxar. Dizem que é um rap de playboy,um rap universitário, mas eu digo que é um rap de sonhos

      A faixa “Zorro do Asfalto” é um hit das antigas que simboliza bem o conceito do “rap dos sonhos”. No meio da letra, o artista dispara os versos “E aí, boy, o zorro do asfalto tá vestido de playboy/As dona da cidade tudo quer colar com nós/Eu tenho um segredo pra ganhar seu coração/Dinheiro na carteira carro baixo e uns rodão”Dê o play e confira o clipe dessa história:

      Como não poderia ser diferente, o artista teve que lidar com as críticas da ala mais conservadora do rap. Porém, acreditando no próprio trabalho, Hungria não mudou os rumos da carreira e conquistou seu espaço de forma honesta e batalhadora. Em razão do carisma, do talento, da originalidade e da perseverança, O Brabo se faz merecedor de cada like, de cada view, de cada show lotado e de tornar ralidade tudo o que é rimado no “rap dos sonhos”.

      Parcerias reforçam sucesso

      Esse barulho todo que Hungria vem fazendo ao longo dos últimos 15 anos, certamente, justifica o enredo da lei de “causa e consequência”. O sucesso, inevitavelmente, também é fruto de um trabalho coerente e persistente. Como prêmio, o rapper brasiliense tem no currículo uma louvável coleção de feats. bem sucedidos.

      Além de firmar parcerias com rappers contemporâneos, como Pacificadores e Misael, O Brabo conquistou o respeito de “manos” de outras gerações. Ele fez um som com a Tribo da Periferia e gravou clipe com Mano Brown, um sujeito que dispensa qualquer apresentação.

      Mano Brown participou de um clipe recente do Hungria

      Hungria e Mano Brown, o perfeito encontro de gerações (Foto/Divulgação)

      Colocando na mesa a proposta de fazer arte sem barreiras, Hungria consegue levar o seu “rap dos sonhos” para vários outros estilos de música. Com Bhaskar, força jovem da música eletrônica, ele gravou a canção “Abraço Forte”. O artista também já dividiu os vocais com três feras do sertanejo: Luan Santana, Gusttavo Lima e Lucas Lucco.

      Se um Gustavo já causa, imagina 2?

      Gusttavo Lima e Gustavo Hungria uniram hip hop e sertanejo (Foto/Divulgação)

      Um dos feats. mas bacanas d’O Brabo foi com Claudia Leitte, musa do axé. Intitulada “Saudade”, a música foi lançada no final de janeiro de 2019. E por falar em axé, no final de 2018, Hungria foi filmado em estúdio com Léo Santana. Os dois somaram forças e talentos em uma música que ainda não foi divulgada.

      Outra colaboração inesquecível foi com o saudoso Mr Catra. O eterno patrão do funk e Hungria gravaram a intensa “Bolo Doido”, cujo vídeo você pode ver abaixo.

      E aí? Curtiu conhecer um pouco mais sobre a história do Hungria? Além de saber que o nome real dele é Gustavo, você curtiu altos sons e ficou ligado nos rolês que fazem O Brabo ser um mito. Ah, se você toca violão, que tal enviar umas cifras do Hungria Hip Hop pro Cifra Club?