Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      As 7 melhores músicas de Leandro e Leonardo pra ouvir e tocar

      11 de setembro de 2020 13:10 Por Gustavo Morais

      Quando pensamos em sertanejo dos anos 90, a saudosa dupla Leandro e Leonardo é uma de nossas primeiras lembranças. Com muito talento, carisma e bom repertório, os irmãos goianos revolucionaram a música brasileira popular.

      Entre 1983 e 1998, os irmãos gravaram mais de 10 discos. Com a força das rádios e de uma infinita agenda de shows, o duo emplacou sucessos inesquecíveis e conquistou um incontável número de fãs. A popularidade desses artistas, inclusive, é bem alta mesmo entre a galera que não viveu aqueles áureos tempos do sertanejão.

      Leandro e Leonardo sorridentes, por volta de 1995

      Leandro e Leonardo, 15 anos de carreira e muitos hits nas paradas de sucesso (Foto/Divulgação)

      Já que relembrar canções de sucesso é um exercício maravilhoso, nada mais justo do que revisitar a obra dessa dupla tão especial. Neste post vamos ouvir e tocar 7 das melhores músicas da carreira de Leandro e Leonardo.

      O coração já começou a bater mais forte aí, minha amiga e meu amigo? Então, continue comigo, afine seu violão e deixe essa musicalidade tão única te levar ;)

      As melhores músicas de Leandro e Leonardo

      Montar uma playlist com as melhores canções de Leandro e Leonardo é um exercício emocionante! Afinal de contas, a dupla emplacou uma chuva de hits nas paradas de sucesso.

      A ideia deste é post é resgatar algumas das músicas mais emblemáticas deles. Vamos nessa?

      1. Solidão

      Depois de lançar dois discos por selos menores, no ano de 1987, a dupla assinou contrato com a 3M, uma das gravadoras responsáveis por popularizar o sertanejo na década de 1980, e colocou na praça o álbum Leandro & Leonardo Vol. 2.

      Entre outras canções, o disco trouxe Solidão, uma composição assinada por Zezé di Camargo – sim, o da dupla com Luciano. Com boa rotação nas rádios, a faixa começou a atrair novos fãs e abriu as portas para que nossos heróis começassem a espalhar seus talentos fora do próprio quintal.

      Confira a cifra de Solidão, clássico do sertanejo!

      2. Entre Tapas e Beijos

      Com o lançamento de Entre Tapas e Beijos, em 1989, no disco Leandro & Leonardo Vol. 3, as coisas realmente começaram a melhorar na carreira da dupla. Se nos seis anos anteriores os irmãos eram conhecidos somente em Goiás, essa música ligou as turbinas para que voos mais altos fossem alçados.

      Graças aos reflexo da popularidade da música, a dupla trocou as viagens em carros pequenos por ônibus, passou a fazer shows com produções mais requintadas e, sobretudo, começou a frequentar os programas de TVs mais badalados.

      Corre lá na cifra de Entre Tapas e Beijos, hit de Leandro e Leonardo.

      3. Pense em Mim

      Porém, o jogo virou pra valer com o lançamento do álbum Leandro & Leonardo Vol. 4, no ano seguinte. Numa obra que mais parece uma coletânea, a dupla emplacou as faixas Cadê Você? e Talismã, O Cheiro da Maçã e Desculpe, Mas Eu Vou Chorar e, principalmente, Pense em Mim.

      Cheia de peculiaridades, essa música revolucionou o som sertanejo. Com guitarras dobradas emprestadas do heavy metal [é você, Iron Maiden?], bateria com timbres de synthpop, sopros e teclados e aquela voz aguda que hoje conhecemos como “sofrência”, a faixa serviu de referência para tudo que veio depois.

      Não deixe de conferir a cifra de Pense em Mim, um hit memorável.

      4. Temporal de Amor

      Se o disco de 91 foi divisor de águas na carreira, o trabalho que Leandro e Leonardo lançou em 1992 reafirmou o sucesso da dupla. Com mais de 1,8 milhão de cópias vendidas, o álbum nos deu os hits Esta Noite Foi Maravilhosa, Mais Uma Noite Sem Você, O Que Eu Sinto é Amor e, claro, Temporal de Amor.

      Confira a cifra completa de Temporal de Amor, hit de Leandro e Leonardo.

      5. Não Aprendi Dizer Adeus

      Essa canção foi registrada no disco Leandro & Leonardo Vol. 5, de 1991. Contando com uma letra que fala sobre separação, a música pintou como uma típica canção sobre amor fracassado do repertório de Leandro e Leonardo. Sucesso certeiro, diga-se de passagem. Sete anos depois, no entanto, com a morte de Leandro, o tom menos “sofrência” da letra fez com que os fãs adotassem a canção como “hino oficial da saudade”.

      Vem ver a cifra de Não Aprendi Dizer Adeus!

      6. Talismã

      Fruto saborosa da dupla Michael Sullivan/Paulo Massadas, Talismã é a canção perfeita pra falar sobre separação, saudades e dores do amor. Protagonista do álbum que colocou os irmãos no panteão dos gigantes da música sertaneja, essa música sempre será uma das favoritas dos fãs.

      Aprenda a tocar com a cifra da música Talismã!

      7. Um Sonhador

      Quando gravaram o álbum Um Sonhador, último trabalho de inéditas da dupla, os irmãos certamente já tinham noção do estado de saúde de Leandro. O disco, inclusive, foi lançado cerca de 20 dias depois da morte do cantor.

      Capa do disco Um Sonhador, último da dupla Leandro e Leonardo

      O disco Um Sonhador foi o último registro de inéditas da dupla Leandro e Leonardo (Imagem/Facebook)

      Por mais que seja uma canção de amor, a letra é quase que uma despedida. O tom reflexivo dos versos faz com que a música seja uma das mais emblemáticas da música sertaneja, pois, afinal, o show precisa continuar. Felizmente, Léo não deixou “de ser um sonhador” e encontrou as forças necessárias para seguir honrando a memória do parceiro/irmão/mentor/amigo.

      Infelizmente, a dupla não teve tempo para apresentar esta música ao vivo. A seguir, um registro dessa música em um show solo de Leonardo:

      Veja a cifra do hit Um Sonhador!

      Um pouco mais da história de Leandro & Leonardo

      Naturais de Goianápolis, interior do estado de Goiás, os irmãos Luís José da Costa e Emival Eterno da Costa nasceram em uma família de plantadores de tomate. No ano de 1981, Emival adotou o nome Leonardo e Luis passou a ser o Leandro. Juntos, formaram a dupla Leandro e Leonardo. Já ouviu falar? :P

      Após ganhar um prêmio em dinheiro num concurso de calouros de uma TV Local, a dupla foi tentar a vida em São Paulo. Na “Terra da Garoa”, entre um sufoco e outro, os irmãos gravaram o primeiro álbum, que teve apenas 500 vendas e foi um fracasso.

      Com muita perseverança, conquistaram um lugar ao sol e o resto já é história. Em 15 anos de carreira, Leandro e Leonardo lançaram 13 álbuns oficiais e venderam uma quantia incalculável de discos. Os irmãos emplacaram dezenas de hits no cancioneiro da música nacional e, até hoje, são referências no cenário.

      Leandro – Saudades eternas

      A trajetória de Leandro e Leonardo chegou ao fim no dia 23 de junho de 1998, quando Leandro perdeu a batalha para o “Tumor de Askin”, um tipo raro de câncer no pulmão. A doença provocou falência múltipla dos órgãos e ceifou a vida do cantor, que tinha apenas 36 anos. Como herança artística, a dupla deixou um legado que influenciou toda as gerações sertanejas que vieram depois.

      O sorriso e o chapéu, duas marcas do cantor sertanejo Leandro

      O inesquecível sorriso do cantor sertanejo Leandro (Foto/Internet)

      Depois da morte do irmão, Leonardo começou o voo da carreira solo e assim permanece. Apesar de não cantar mais em dupla, o cantor mantém viva a memória de seu eterno parceiro.

      Curte música sertaneja? Confira as listas abaixo:

      Se você curtiu celebrar e relembrar uma das trajetórias mais tops do sertanejão, amigo leitor, que tal espalhar o link deste post com a galera de suas redes sociais? Juntos, nós todos podemos preservar a memória da música brasileira popular ;)