Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Quer descobrir músicas novas? Tenha uma desilusão amorosa!

      13 de junho de 2019 10:22 Por Gustavo Morais

      Término de relacionamento induz o ser humano a descobrir músicas novas

      Um coração partido pode te apresentar músicas novas (Fundo foto criado por freepik – br.freepik.com)

      Se você é audiófilo, pesquisador de música, artista ou apreciador da cultura pop em geral, saiba que este post é imperdível! Afinal de contas, quem é que não gosta de descobrir uma nova canção?

      Já que essa arqueologia é mais do que bem-vinda, nada mais justo do que entendermos como é que essas novidades sonoras chegam até nossos ouvidos. E é aí que as pesquisas feitas por autoridades no assunto entram em cena.

      Ao longo das próximas linhas, parágrafos e vídeos, o seu cérebro vai saborear uma série de informações que vão enriquecer seu conhecimento musical. Tem dados estatísticos, dicas de pesquisa e muito mais. Prepare aí o seu lenço [para enxugar as lágrimas], a “pinga e o torresmo” e faça boas descobertas ;)

      Músicas novas e relacionamentos

      Por meio de uma pesquisa conduzida pelo instituto britânico 3GEM, a plataforma de streaming Deezer investigou hábitos do público consumidor de música. Um dos tópicos abordados no estudo foi, justamente, como as pessoas descobrem novidades musicais.

      Novidades musicais chegam com términos de relacionamentos, diz pesquisa

      Garimpo musical tem relação com relacionamentos desordenados (Foto/Pexels)

      Após ouvir dez mil entrevistados ao redor do mundo, dois mil deles brasileiros, o levantamento concluiu que 66% dos ouvintes descobrem novas músicas após um término de relacionamento. Dentro desse percentual, 25% buscam novidades sonoras com a intenção de recuperar a autoconfiança, ou para conhecer novas amizades e crushs em potencial.

      Jeitinho brasileiro

      Entre os brasileiros que participaram da pesquisa, 70% descobrem músicas novas após uma desilusão amorosa. Os motivos que levam essa turma a desbravar o admirável mundo das canções ariam.

      Segundo 25% da galera, as canções inéditas provocam bem estar. Para outros 25%, tudo é questão de “redescobrir a própria identidade”. Ainda há os 10% de pessoas que fazem isso simplesmente para conhecer gente nova.

      Música embala encontro

      Brasileiro pode mentir sobre gosto musical no primeiro encontro (Foto/Pexels)

      O estudo também revelou algumas “mentiras sinceras” ditas por brasileiros. 56% dos nossos compatriotas entrevistados alegaram gostar de uma música apresentada por um amigo, parente ou por uma pessoa querida por questão de mera educação. Em contrapartida, 29% das pessoas ouvidas revelaram fingir que gostam de alguma letra em um primeiro encontro por uma trinca de motivos: não passar vergonha, transmitir uma boa impressão e aparentar sofisticação na hora da paquera.

      Ah, a sofrência

      Conforme a frieza dos números apresentados linhas acima, o Brasil é mesmo o país da sofrência. Por aqui, a gente costuma descobrir músicas que retratam as dores de levar um “pé na bunda” ou um “par de chifres” na cabeça. A música abaixo é a ilustração perfeita para essa teoria.

      Nos últimos tempos, a goiana Marília Mendonça tem dado as cartas na indústria fonográfica brasileira. Do alto de seus incompletos 24 anos de idade, a autora do clássico Infiel coleciona os títulos de Rainha da SofrênciaDiva do Sertanejo, mas também deve ser reconhecida como autêntica Embaixadora de Hits. De acordo com dados recentes do EcadMarília aparece em três dos cinco principais rankings de arrecadação, ou seja, as músicas escritas e/ou gravadas por ela estão entre as mais tocadas em shows, rádios e plataformas de streaming.

      Hit de Gusttavo Lima foi o mais tocado no no segmento de Shows em 2018 (Imagem/Divulgação)

      Ainda de acordo com o ranking anual do Ecad, uma das músicas mais tocadas em 2018 foi Apelido Carinhoso, hit do mineiro Gusttavo Lima. Adivinha só qual é o tema da letra? Não responda, deixe que o refrão faça isso por você:

      Ainda não me chame de meu nego
      Ainda não me chame de bebê
      Porque era assim que ela me chamava
      E o apelido carinhoso é o mais difícil de esquecer

      Outro termômetro confiável de popularidade é o Letras.mus.br, maios site de letras de música do Brasil. No top atual dos artistas e músicas mais acessados, Marília Mendonça – sempre ela! – aparece nas primeiras posições. Neste ano, a artista vem conquistando as paradas de sucesso com a música Todo Mundo Vai Sofrer, cujo o título é mais do que autoexplicativo.

      Desilusões amorosas e a novíssima música brasileira

      Os términos de relacionamento são uma das engrenagens que movimentam a indústria fonográfica. Na música brasileira popular, inclusive na cena independente, a situação não é muito diferente. Artistas dos mais variados estilos usam seus talentos ara expressar os dramas que acontecem na sua, na minha e na vida de todos nós.

      Palco MP3 tem playlist com as melhores sofrências

      A sofrência é assunto popular no Palco MP3, maior serviço de streaming de música do Brasil (Imagem/Divulgação)

      No site Palco MP3, maior plataforma de divulgação de música do Brasil, os “modão pra arrastar chifre no chão” são bem populares. E já que o tema deste post é a relação que há entre as desilusões amorosas e a descoberta de músicas novas, nada poderia ser mais adequado do que te apresentarmos uma playlist com as sofrências mais tops na novíssima música brasileira.

      E agora que você já sabe o caminho mais certeiro para garimpar músicas novas, e pode até já ter feito descobertas musicais, conte para nós um pouco de suas experiências! Ah, e sinta-se à vontade para espalhar o link deste post com a galera de suas redes sociais. Vamos adorar saber o que vocês têm a dizer ;)