Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Vai comprar instrumento? Conheça 7 tipos de captadores de guitarra

      28 de agosto de 2019 11:40 Por Gustavo Morais

      Lembra que alguns dias atrás tivemos uma conversa sobre captadores de guitarra? Naquele texto, o assunto foi a diferença entre captador ativo e passivo.

      No post de hoje, vou te indicar 7 tipos de captadores. Te darei exemplos de qual guitarrista usa qual captador e, assim, pretendo te ajudar a mapear a sia escolha.

      Escolher bem o tipo de captador de guitarra é muito importante

      Ficou curioso para saber mais sobre esse assunto? Então, continue comigo e saiba que falarei sobre os seguintes tipos de captadores:

      P-90
      Single Coil
      Humbucker
      Mini-Humbuckers
      Blade Pickups
      Stacked
      Piezo

      Tenha em mente o seguinte: o captador é, de certa forma, o sistema de que dá cor e identidade ao seu som. Assim como as cordas vocais está para o vocalista, esse simpático acessório está para a guitarra ;)

      Qual é o melhor captador de guitarra?

      Não há uma resposta exata para essa pergunta. Tudo depende do gosto pessoal, do estilo e do som que o guitarrista pretende conseguir. Por isso, o ideal é que você faça testes e descubra qual tipo de captador entrega a sonoridade que mais satisfaz os seus ouvidos.

      Com a intenção de dar um help para facilitar a sua escolha, ao longo das próximas linhas você conhecerá 7 tipos de captadores de guitarra.

      1. P-90

      Esse é das antigas, viu? Criados pela Gibson, os captadores P-90 estão por aí desde 1946 e podem ser considerados antecessores dos singles coils. Sendo assim, são indicados pra turma do blues, do jazz e dos sons mais leves.

      Guitarra equipada com captador P-90

      Apesar de proporcionar um som vintage, anasalado e rústico, esse tipo de captador também não escapa dos ruídos. Devido ao seu formato, o P-90 não pode ser instalado em qualquer tipo de guitarra.

      2. Single Coil

      Popularizados pelas guitarras da Fender, ainda nos anos 1950, esses captadores são indicados para uma incrível diversidade de estilos musicais, como pop rock e blues. Em contrapartida, os ruídos fazem com que o single coil não seja o captador mais interessante para a quem faz um som mais pesado.

      Captador single coil é típico de guitarristas de blues e rock menos pesado

      Como é composto por apenas uma bobina, está mais suscetível a interferências, o que gera ruídos. É inegável que esse tipo de captador tem um som mais limpo e brilhante. Porém, quando comparado ao humbucker, por exemplo, o single coil entrega uma sonoridade mais estridente.

      Quem usa: Jimi Hendrix, Ritchie BlackmoreDavid Gilmour

      3. Humbucker

      Ainda nos anos 50, os engenheiros da Gibson projetaram o humbucker para resolver o problema do ruído apresentado pelo single coil e também pelo P-90. Curiosamente, o nome vem, justamente, do barulho “hum” que era produzido pelos captadores equipados com somente uma bobina.

      Guitarras com captador humbucker entrega um som mais encorpado

      É tudo uma questão de física: as duas bobinas fazem com que os campos magnéticos se cancelem e, consequentemente, diminui o ruído externo captado pelo equipamento. Consequentemente, esse tipo de captador tem os graves mais acentuados e, de quebra, acaba sendo adequado para quem de toca tipos de rock mais pesados, como, por exemplo, heavy metal, hard rock, etc.

      Adeptos: Angus Young (AC/DC), SlashGary Moore.

      4. Mini-Humbuckers

      O nome é 100% autoexplicativo, ou seja, são humbuckers menores. Geralmente são encontrados nas guitarras da linha Gibson Les Paul Deluxe.

      Les Paul equipada com mini-humbucker

      Possuem as mesmas características do humbucker, mas o som possui menos saída e as frequências médias são mais destacadas. Assim como os captadores P-90, o seu formato único o impede de ser instalado em qualquer guitarra.

      Quem usa: Warren Haynes (Allman Brothers Band), Pete Townshend (The Who) e George Benson.

      5. Blade Pickups ou Hot Rail

      Os captadores blade pickups, ou somente Hot Rail, possuem aspecto de lâmina, pois, não possuem pólos (parafusos) visíveis em seu topo. O ímã tem forma de barra e uma lâmina como pólo.

      Blade Pickups, captador de guitarra

      Sua principal característica, segundo a galera do blog Estrela 10, é a de captar o som por igual em toda sua extensão, mesmo quando o guitarrista aplica técnicas como “bends” ou vibratos. É bastante indicado para os guitarristas de heavy metal.

      Adeptos: Dimebag Darrell (Pantera) e Dave Murray (Iron Maiden).

      6. Stacked

      Foi desenvolvido para ter o som do tipo single coil, mas com a anulação do ruídos. Para isso, os desenvolvedores colocaram duas bobinas empilhadas, mas o resultado não foi exatamente o que era esperado pelos criadores.

      Captador de guitarra stacked

      O resultado não é 100%, mas realmente entrega uma sonoridade mais limpa. Curiosamente, o stacked é popularmente chamado de “humbuckers em forma de single coil”.

      Quem usa: Eric JohnsonYngwie Malmsteen e Eric Clapton.

      7. Piezo

      Esse tipo de captador é cheio de peculiaridades. Pra começar, ele é ajustado na madeira do violão ou nos saddles e nut da guitarra e, por isso, fica praticamente invisível aos olhos.

      Uma das guitarras de John Petrucci

      Outra característica marcante, talvez a maior delas, é a captura do som diretamente da madeira. Sendo assim, um captador piezo promovendo ao som da guitarra um timbre naturalmente mais clássico, que lembra muito um violão de aço.

      Adepstos: John Petrucci (Dream Theater) e Alex Lifeson (Rush).

      Mais dicas pra comprar uma guitarra

      Se você tá na pilha pra comprar sua guitarra, tenho um ótimo conselho de amigo pra te dar:

      Não feche negócio sem antes conferir os posts abaixo ;)

      Depois de finalizar essas leituras, eu garanto que você está pronto pra não cair na conversa de vendedor! E se por acaso alguém te falar que a melhor guitar é a que for mais cara, saiba que o fator grana não te impedirá de ter um instrumento que atenda suas demandas. Essa teoria foi provada pelo meu amigo Vinícius Dias, instrutor do Cifra Club, que fez o teste de guitarra de R$500,00 x uma de R$15.000,00. O resultado é impressionante, conforme você confere no vídeo abaixo.

      Depois de conferir todo esse material, certamente você já tem um ótimo ponto de partida para comprar seu instrumento. No final das contas, só quero que você saia da loja com a guitarra perfeita para suas mãos, ouvidos, mente e coração. Bend up!