Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Como cantar bem? Aprenda os principais efeitos e ornamentos vocais

      12 de novembro de 2019 10:31 Por Gustavo Morais

      Silhueta mostra estilos variados de cantor e de cantora

      Efeitos e ornamentos vocais fazem bem para todos os tipos de vocalistas (Imagem/Freepik)

      Dia desses, no Instagram da Uniaudio Manaus, um post bem interessante me chamou a atenção. Na publicação, as fonoaudiólogas e irmãs, Dra. Raquel e Dra. Ruth Barbosa promoveram o workshop “Você canta como quer ou como consegue?”. Bastante sugestivo, concorda?

      Desde então, fiquei com o questionamento das “manas Barbosa” em mente. Ligando os pontos, cai na real e percebi que para cantar “como quer”, entre outras coisas, o vocalista também precisa aprender os fundamentos que deixam o canto mais ornamentado. No texto de hoje, a nossa conversa gira em torno dos enfeites e ornamentos que te dão possibilidades de tornar o seu vocal mais carismático, diferenciado e sedutor.

      Ficou curioso pra saber sobre esse assunto? Então, continue por aqui! Ao longo das próximas linhas, você terá acesso à videoaulas sobre os seguintes conteúdos:

      • Vibrato
      • Drives
      • Yodel
      • Melismas
      • Apogiatura

      Esse conteúdo tá é muito top, viu? Se você quer melhorar sua performance vocal, não deixe de conferir este texto até o fim. Não prometo milagres, mas garanto que este post vai te ajudar a dar um up na sua desenvoltura.

      Vamos nessa?

      O que é vibrato? Como fazer?

      Antes de tudo e acima de qualquer coisa, o uso do vibrato não atesta qualidade vocal. Esse efeito, inclusive, nem deve ser usado em todos os estilos musicais.

      Saiba que o vibrato não é uma característica nata, ou seja, você tem plenas condições de aprender a usar [com muito bom gosto, claro] esse interessante enfeite vocal. Existem tipos de vibrato diferentes entre si, sendo que os principais são:

      • Laríngeos são feitos por oscilações na laringe, nele é mais perceptível a mudança de notas, criando assim a variação de notas necessária. É bastante usado por cantores de jazz, blues e pop.
      • Diafragmáticos são frutos da pressão de ar provocada pela laringe. Apresenta oscilação do volume e não uma variação da nota.
      • Tremolos ou caprinos é a junção dos dois vibratos acima. Soa como se o cantor estivesse dando “socos” ou pulsações na mesma nota. É bastante usado em músicas árabes, rock e no sertanejo.

      Para esclarecer ainda mais essa questão, conto com a ajuda da instrutora de canto do Cifra Club. Senhoras e senhores, com vocês, minha amiga Natália Sandim.

      Dê o play e confira a segunda parte da videoaula sobre vibrato:

      O que é um drive na voz?

      Você já ouviu falar nos termos “vocal rasgado” ou “voz de roqueiro”? Sim, estou falando do efeito de voz bem típico do blues e do gospel americano, do início do século XX, com seus “gritos de louvor”, que inspiraram a galera do rock e da soul music.

      Apesar de ser usado por vocalistas de todas as épocas – de Elvis Presley a Axl Rose, todo mundo usa/usou -, os drives vocais sempre renderam controvérsias no meio pedagógico vocal. Esse receio todo se dá porque muitos, desde sempre, associaram o uso dos drives aos abusos da voz e às constrições nocivas à saúde do cantor. Se liga lo conselho da Nath sobre o assunto:

      Percebeu que deve usar o drive com moderação, correto? Agora, chegou a hora de aprender a colocar em prática esse efeito tão bacana.

      Yodel: significado e exercícios

      Derivado do termo inglês yodelling ou jodelling, o yodel é a forma de canto em que o uso das sílabas fonéticas cria um som que muda rapidamente e repetidamente. Surgiu na Bavária, mas se espalhou mundo afora. Na música pop, pode ser apreciado em músicas de Alanis Morissette, Coldplay, Nirvana, entre outros. Veja o que a instrutora do Cifra Club tem a dizer sobre esse assunto:

      Para muitos soa exagerado, não nego. Porem, se usado de forma razoável, o yodel pode ornamentar bastante uma canção. Por isso, chegou a hora de você aprender como dominar esse rolê!

      O que são melismas?

      Melisma é um efeito vocal que, num determinado trecho musical, estende as sílabas em uma palavra. A ilustração mais perfeita desse ornamento consta num texto do blog Voz e Canto com Danni Ribeiro: usando melismas na palavra “amor”, o resultado pode soar como “aaaaamor” ou “amoooor”.

      Ainda segundo Danni, “melismas são na maioria das vezes muito intuitivos, ou se aprende na imitação”. Se você é fã do Stevie Wonder, da Beyoncé ou do Ed Motta, certamente já ouviu bastante esse tipo de ornamentação ;) Dito isso, confira as dicas de como colocar em prática:

      O que é apogiatura vocal?

      Quando o assunto é canto popular, a apogiatura se refere à nota utilizada para ornamentar a melodia principal da música. Esta nota secundária pode estar abaixo ou acima da nota principal, mas deve ser uma nota vizinha. Abaixo, Natália Sandim ensina uns exercícios para que você possa treinar esse efeito que é bastante presente na música negra norte-americana.

      Saiba mais sobre “cantar como quer”

      Lembra que lá no início da conversa rolou uma citação sobre um questionamento dos profissionais da Uniaudio Manaus? Com este texto, espero que você dê mais um passo para deixar de cantar do jeito que consegue, e comece a cantar como realmente quer.

      E já que você chegou até aqui, preciso te indicar mais uns textos fundamentais sobre voz. Os conteúdos abaixo são educativos, divertidos e informativos. Garanto que você não vai se arrepender de conferir esses conteúdos.

      Bom aprendizado e até a próxima, amigo leitor ;)