Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      3 anos de saudades: veja 5 covers impecáveis na voz de Chris Cornell

      18 de maio de 2020 12:34 Por Gustavo Morais

      O 18 de maio de 2017 amanheceu mais triste. Naquela terrível manhã, o mundo da música foi surpreendido com a notícia sobre a morte do músico Chris Cornell, no auge dos 52 anos, horas depois de fazer um show com o Soundgarden, em Detroit. De acordo com laudos médicos, Cornell cometeu suicídio por enforcamento.

      chris cornell durante um show da banda soundgarden

      Chris Cornell também era um intérprete diferenciado (Foto/Divulgação)

      3 anos depois daquele fatídico dia, as saudades continuam aumentando mais e mais. O post de hoje é uma celebração ao legado de Chris. Para tal,  vamos relembrar a imensa qualidade que ele tinha para interpretar canções alheias. Afinal de contas, estamos falando de um vocalista que realmente sabia colocar seu talento a serviço de qualquer tipo de música. Se liga só nos clássicos que vamos ouvir:

      • Nothing Compares 2 U
      • Billie Jean
      • I Will Always Love You
      • Better Man
      • Imagine

      Sentiu aí o naipe das canções? Ajuste aí os seus fones de ouvido, prepare a emoção e sinta o impacto de uma voz que movia montanhas.

      1. Nothing Compares 2 U

      Famosa na voz de Sinead O’ Connor, essa música é uma obra do menos talentoso Prince. Bastante sucesso na virada dos anos 80 para os 90, Nothing Compares 2 U ganhou contornos ainda mais emocionantes na voz única de Cornell.

      2. Billie Jean

      Se o desafio é combustível para um artista, o tanque motivacional de Chris estava sempre cheio. Convenhamos: desconstruir um hino da música pop e depois reconstruir com uma proposta convincente, renovadora e impactante, não é para qualquer um. Com essa versão para Billie Jean, de Michael Jackson, Cornell mostrou a diferença entre os meninos e os homens.

      3. I Will Always Love You

      Composta pela primeira dama do country, a icônica Dolly Parton, essa música ficou mundialmente consagrada na incomparável voz de Whitney Houston. Num momento de pura descontração, o nosso saudoso vocalista não se fez de rogado e apresentou essa pérola sonora.

      4. Better Man

      Mas Chris Cornell também fez covers do seu universo rock’n'roll. O músico já cantou clássicos do rock, que vão de Pearl Jam a Led Zeppelin. Uma das mais procuradas é esse cover de Better Man, que ficou mesmo lindíssima no vozeirão de Cornell.

      Imagine

      Chris Cornell era um grande fã dos Beatles, sobretudo de John Lennon. Durante participação no programa The Howard Stern Show, em 2011, Chris apresentou um cover arrepiante para a música Imagine. Com sua voz rouca e seu violão com cordas de aço, o artista deu um sentido ainda mais intenso às mensagens atemporais da letra.

      Detalhe: antes de tocar a canção, o músico revelou que Lennon foi uma “figura paterna” para ele na infância. “Com 10 anos eu sentava em um quarto e ouvia os discos dos Beatles, e os do John Lennon, sem parar. Ele era uma cara intenso, e com uma atitude intensa”, disse.

      O que aconteceu com Chris Cornell?

      Chris Cornell morreu na madrugada do dia 18 de maio de 2017. De acordo com a Associated Press, o legista responsável informou que Cornell se enforcou no banheiro do hotel onde estava hospedado em Detroit, horas depois de se apresentar com o Soundgarden.

      Por volta de meia noite e quinze (horário local de Detroit), o segurança de Cornell encontrou o cantor inconsciente no banheiro de seu quarto no hotel MGM Grand. O artista estava deitado no chão, com uma faixa ao redor do pescoço e sangue na boca. Os paramédicos não conseguiram reanimar Cornell e o cantor foi declarado morto por um médico às 1:30h da manhã.

      chris cornell de cabelo curto, na época do audioslave

      Chris Cornell cometeu suicídio por enforcamento (Foto/Divulgação)

      O corpo de Chris Cornell foi cremado no dia 23 de maio de 2017 e suas cinzas foram enterradas no cemitério Hollywood Forever, em Los Angeles, três dias depois. Entre os presentes no enterro estavam os outros membros do Soundgarden, Dave Grohl, Krist Novoselic, Taylor Hawkins, Tom Morello, James Hetfield e Nile Rodgers. Durante a cerimônia, Chester Bennington cantou a canção Hallelujah, de Leonard Cohen.

      Em 33 anos de carreira, a voz dele foi imortalizada em 17 discos e emplacou mais de 20 singles nas paradas de sucesso. Com uma simples conta, não fica difícil concluir que Chris Cornell foi um artista que ajudou o rock a ser menos sectário.  Considerada por muitos como “antítese do grunge”, a turma do hard rock, por exemplo, sempre reverenciou o trabalho dele. Seu legado incontestável reverberou nas gerações subsequentes e, se o rock tiver sorte, continuará ecoando…