Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      As 4 melhores dicas para você evoluir de nível na guitarra

      23 de setembro de 2020 13:29 Por Gustavo Morais

      Depois de tocar, treinar, assistir videoaula do Cifra Club por vários meses seguidos, você respira fundo e afirma: “não consigo evoluir na guitarra”. Se já fez essa afirmação, parabéns pelo senso de autocrítica. Afinal de contas, você é o melhor analista para o seu desempenho.

      Garota estudante de guitarra toca um acorde com pestana em sua telecaster

      “O que fazer para melhorar na guitarra?” Bem… comece estudando da forma certa (Foto/Pexels)

      Fique tranquilo, pois, você não subiu de nível por falta de talento… e muito menos por ter chegado no seu limite. Na real, está faltando estudar com mais foco e direcionamento. No post de hoje, vou te indicar as 4 melhores dicas para que você possa evoluir como guitarrista.

      Importante: não ofereço fórmula mágica, nem receita e tampouco milagre! São apenas algumas centelhas para acender as chamas de sua percepção ;)

      Vamos nessa?

      1. Estude teoria musical

      Na música Engenho de Dentro, o mestre Jorge Ben Jor canta algo sobre “prudência”, “dinheiro no bolso” e “canja de galinha” não fazerem “mal a ninguém”. Insira o termo “embasamento teórico” aí nisso tudo que Jorge falou, e seja mais feliz!

      A licença poética acima foi um jeito divertido de abordar um tabu entre os iniciantes. Sim: estou falando do estudo da teoria musical. Se você não curte conhecimento teórico, dificilmente evoluirá na guitarra ou em qualquer outro instrumento.

      Para começar a desenhar uma nova realidade e te ajudar a dar um upgrade aí na sua evolução, que tal aprender sobre cromatismos?

      Mas… o que são cromatismos?

      Para entender essa resposta, você precisa entender o conceito de “escala cromática”. Se liga: a escala cromática engloba as 12 notas existentes no nosso sistema tonal. Nela, todos os intervalos são de semitons. Quando a executamos na forma acendente, utilizamos sustenidos. Já na maneira descendente, utilizaremos bemóis. Veja a seguir:

      • Ascendente –> Dó – Dó# – Ré – Ré# – Mí – Fá – Fá# – Sol – Sol# – Lá – Lá# – Si – Dó
      • Descendente –> Dó – Si – Si♭ – Lá – Lá♭ – Sol – Sol♭ – Fá – Mí – Mí♭ – Ré – Ré♭ – Dó

      O uso escala cromática inteira não é muito comum. Normalmente, usamos pequenos trechos desse tipo de escala. E adivinha como se chamam esses “pequenos trechos da escala cromática”? Sim! São os cromatismos!

      O cromatismo é o recurso que permite a criação de sensações sonoras diferentes, ou seja, é um jeito de “desviar” do padrão da escala da música executada. A seguir, você confere uma videoaula especial sobre como funcionam os cromatismos na guitarra.

      2. Invista nas suas composições

      Tocar músicas de nossos heróis é prazeroso e quase inevitável. Apesar disso, só simular e/ou reciclar conteúdos não são metodologias suficientes para elevar o nível do músico. Por isso, coloque a vergonha na gaveta e deixe sua criatividade entrar em cena… Invista nas suas composições!

      Uma vez que trabalha no material autoral, o guitarrista mergulha numa jornada de autoconhecimento. É aí que começamos a ter uma nítida noção acerca dos fundamentos que precisamos melhorar, bem como entendemos mais sobre feeling e estilo.

      Se não sabe por onde começar a criar suas composições, o guitarrista e professor Rick Furlani tem as dicais ideais pra você.

      3. Aprimore sua técnica

      Mesmo que viva 100 anos, um guitarrista nunca terá todas as técnicas na ponta dos dedos. Sempre surgirá uma descoberta, uma nova referência e até mesmo outras tendências. Por tanto, não se preocupe em saber tudo!

      Há fundamentos técnicos, no entanto, que são indispensáveis para subir de nível na guitarra. Um exemplo de técnica que sempre devemos aprimorar é a palhetada alternada. Vou citar só três caras que são gênios nisso: Al Di Meola, Yngwie Malmsteen e John 5.

      A palhetada alternada ajuda a economizar movimentos e dão uma dinâmica diferente na hora de executar riffs e solos.

      Acontece, que muitos estudantes de guitarra “embolam o meio de campo” na hora de estudar essa técnica. O resultado acaba sendo dores e frustração. Vai por mim: dominar uma técnica de forma errada, é mais inútil do que tentar acender uma vela debaixo d’água. A boa notícia, entretanto, é que Vinícius Dias te explica os segredos para melhorar a palhetada alternada.

      4. Aprenda a usar a alavanca

      Já parou pra pensar que a alavanca não é uma pecinha para deixar a guitarra ainda mais bonita? Quando usado da forma correta, esse acessório ajuda o guitarrista a aplicar novas texturas e dinâmicas nos solos, riffs e licks.

      “Mas como usar a alavanca?”

      Quem vai te dar as melhores dicas sobre isso é o guitarrista do Dr. Sin, o espetacular Thiago Melo. De o play e entenda como essa ferramenta tão inovadora pode te ajudar a evoluir como guitarrista.

      Mais conteúdo para tocar guitarra bem

      Se você chegou até aqui, não posso deixar de indicar mais alguns conteúdos que te ajudarão a tocar guitarra bem.

      Agora, é com você! Pense, reflita e faça as melhores escolhas para direcionar os seus estudos. E para terminar este nosso papo, que tal dar uma forcinha para outros guitarristas que querem melhorar na guitarra? Basta divulgar o link deste post aí, nas suas redes sociais e grupos de WhatsApp ;) Bend up!