Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Justin Bieber pode fazer exame para verificar paternidade

      3 de novembro de 2011 19:57 Por Gustavo Morais

      O cantor Justin Bieber pode fazer teste de DNA para confirmar se é pai do filho de Mariah Yeater. Segundo a jovem, o bebê Anthony Tristyn Markhouse Yeater, que veio ao mundo no dia 6 de julho, foi concebido quando ela praticou “sexo desprotegido” com Bieber em 25 de outubro de 2010, após um show no “Staples Center” de Los Angeles.

      A dupla de advogados Lance Rogers e Mateus Pare, que cuida dos interesses da californiana de 20 anos, alegam que ela segue o protocolo correto legal e só quer que o cantor assuma a responsabilidade paternal.

      “Mariah Yeater não está busca uma compensação financeira exorbitante. Ela simplesmente solicita que Justin Bieber forneça uma amostra de DNA para verificar se ele é o pai do bebê. Caso o resultado seja positivo, ele terá que fornecer apoio à criança, conforme exigido pela lei da Califórnia. Uma vez que  Justin Bieber submeter-se a um teste de maneira voluntária, Yeater agradecerá a cooperação e estará disposta a resolver a questão de uma forma menos pública”, eles disseram à revista americana Star.

      Justin negou ser o é o pai da criança de quase quatro meses de idade. Através de uma declaração dada através de seus representantes, ele se mostra profundamente aborrecido com o episódio. “É triste que alguém possa fabricar, maliciosamente, algo tão difamatório e comprovadamente falso”, disse ele.

      Na ação judicial, Yeater afirma ter sido abordada por um dos segurança de Bieber no concerto, que perguntou se ela desejaria conhecer o cantor nos bastidores. Depois de uma rápida conversa, Yeater afirma que ela e Bieber começaram a se beijar e, em seguida, o garoto sugeriu que ambos fossem para um “lugar privado onde eles poderiam ficar sozinhos”. Ao chegarem no local mais discreto, ele disse que “queria fazer amor com ela e essa ia ser a sua primeira vez”. Yeater afirma ter atendido aos desejos do rapaz e então tiveram relações sexuais sem proteção.

      Plantão de notícias
        publicidade