Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      “Garota de Ipanema” completa cinco décadas de sucesso mundial

      2 de agosto de 2012 12:26 Por Gustavo Morais

      Vinícius e Tom são os autores da obra mais icônica da bossa

      Nesta quinta-feira (2), a canção “Garota de Ipanema“, a obra mais icônica da bossa nova, completa 50 anos desde que foi interpretada pela primeira vez em público.

      No já distante 2 de agosto de 1962, Tom Jobim, João Gilberto, Vinícius de Moraes, o baterista Milton Banana e o contrabaixista Otávio Bailly debutaram a canção em um clube do Rio de Janeiro.

      A letra, escrita por Vinícius, por encomenda de Tom, foi concebida sob o nome de “Menina que Passa”, mas foi rebatizada, dando lugar ao título conhecido por todos. No início da década de 60, Moraes e Jobim frequentavam o “Bar Veloso”, na antiga Rua Montenegro (hoje Rua Vinícius de Moraes), em Ipanema. Naquela época, a dupla apreciava sem moderação uma linda jovem que passava em direção à praia. A dona do “doce balanço” que fazia a cabeça dos dois gênios da música era Heloísa Eneida Menezes Paes Pinto, a hoje mais que conhecida Helô Pinheiro.

      Helô Pinheiro, a "Garota de Ipanema"

      Segundo o jornalista e produtor musical Marcelo Dolabela, pós-graduado em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a letra da música “Garota de Ipanema” segue a mesma temática do rock nacional feito à época. “A bossa nova é um pouco mais nova que o rock no Brasil, mas os dois estilos de música transitavam de igual para igual entre a juventude daquela geração. Ambos faziam letras que falavam de praia, paquera e assuntos ligados ao cotidiano jovem”, disse.  “Somente a partir de 1964 é que a os estilos se distanciam. A bossa começou a seguir a tendência politizada e o rock mergulhou no nonsense capitaneado pela jovem guarda. Atualmente o rock continua sendo música jovem, mas a bossa perdeu um pouco do espaço entre a juventude”, concluiu.

      Ao longo de suas cinco décadas de vida, a canção ganhou 170 versões, que foram gravadas por nomes como Frank Sinatra, Ella Fitzgerald, Madonna, Cher, Sepultura e, mais recentemente, por Amy Winehouse, que a resgistrou em seu trabalho póstumo, o álbum “Lioness: Hidden Treasures”, de 2011.

      A seguir, um vídeo de Tom e Vinicius apresentando a obra prima chamada “Garota de Ipanema”: