Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Morrissey: “Não haveria guerras se mais homens fossem homossexuais”

      27 de fevereiro de 2013 11:43 Por Laiza Kertscher

      Morrissey acredita que guerras são hobbies de heterossexuais

      Em entrevista ao site da revista Rookie, publicada na última terça-feira (26), o cantor Morrissey mostrou uma opinião um tanto peculiar sobre o que acredita ser a causa dos conflitos políticos. O músico diz que a orientação sexual dos envolvidos em guerras pode ser a culpa de tanta hostilidade.

      “Se mais homens fossem homossexuais, não haveria tantas guerras. Homossexuais nunca matariam outros homens, enquanto homens heterossexuais amam matar outros homens. Eles até recebem medalhas por isso”, disse Morrissey.

      “Mulheres não vão para a guerra para matar outras mulheres. Guerras, exércitos e armas nucleares são hobbies essencialmente heterossexuais”, acredita o ex-vocalista do The Smiths.

      O cantor também aproveitou a entrevista para criticar a atual situação da indústria da música popular. “A arte foi reduzida. Estamos vivendo uma época em que somos encorajados a não pensar”, disse. “Um grupo como o Sex Pistols passaria batido nos dias de hoje e não há um único artista pop em 2013 que defina os termos de seu sucesso”.

      “Não importa se é Beyoncé ou Justin Bieber, o que vemos são cantores que não têm absolutamente nada a oferecer enquanto caminham no palco com três Grammys em cada mão”, concluiu Morrissey.