Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Eduardo Suplicy lamenta a morte de MC Daleste em discurso no Senado

      16 de julho de 2013 10:12 Por Laiza Kertscher

      Para Suplicy, som da periferia denuncia problemas sociais

      O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) fez um discurso no Senado, na última segunda-feira (15), em que lamentou a morte do Mc Daleste. O funkeiro Daniel Pellegrine tinha 20 anos e foi morto no último dia 6, após levar um tiro durante um show realizado na cidade de Campinas, em São Paulo.

      Para prestar condolências à família do artista, o Senador leu duas letras de Daleste – “Minha História“, que fala sobre as dificuldades que o MC passou durante a infância, e “Meu Herói”, que o funkeiro dedicou ao seu pai.

      “Resolvi ler a letra da música Minha História, de MC Daleste, exatamente porque percebo que, se nós desejarmos conhecer bem os sentimentos dos jovens das periferias de nossas grandes metrópoles, é necessário que ouçamos o rap, o hip-hop, o funk”, disse Suplicy.

      O Senador declarou ter conversado com o pai de Daleste, Rolland. “Ele está muito preocupado em saber que razões fizeram com que fosse assassinado esse jovem, que nunca causou mal a quem quer que fosse, que era um homem da paz, que era um cantor que procurava trazer alegria, sobretudo, às regiões periféricas mais humildes de São Paulo e de todas as cidades brasileiras”.

      Eduardo Suplicy fez, em seu discurso, um apelo para que a Secretaria de Segurança, a Polícia Civil e a Polícia Militar possam investigar o crime que, segundo ele, não é isolado. Desde 2010, outros quatro cantores do gênero foram mortos no Estado de São Paulo, de acordo com o Senador.